CORRELAÇÃO DA DEPRESSÃO COM DEFICIÊNCIAS SISTÊMICAS JÁ EXISTENTES.

CORRELAÇÃO DA DEPRESSÃO COM DEFICIÊNCIAS SISTÊMICAS JÁ EXISTENTES.

  • Elenir Salete Frozza Salvi Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

Introdução - Depressão é uma doença crônica psíquica, que consiste em um intermitente desequilíbrio emocional, seus sintomas são variados, mas sempre remetendo a avarias psicológicas e fisiológicas. Tal síndrome é avaliada a partir de graus do estado em que a pessoa se encontra, ajudando na escolha do tratamento que é feito via medicamentosa (antidepressivos), e com auxilio psicoterapêutico. Objetivo – Reconhecer quais são as avarias causadas por uma das doenças com maior causalidade em nossa sociedade e sua correlação com os demais sistemas do organismo. Métodos – Pesquisa bibliográfica de caráter exploratório, com orientação analítico-descritiva, realizada no mês de março de 2020. Para obtenção dos dados, utilizou-se de interpretação de três materiais apresentados pela Scielo nos anos de 2006, 2008 e 2014. Resultados - A carência hormonal presente na psicopatia depressão, está ligada a deficiência neuroendócrina, assim como a associação de problemas do sistema imune, psicológico e doenças crônicas como a artrite reumatoide, havendo o aumento de liberação de cortisol e diminuição de serotonina, desenvolvendo variados quadros de depressão. As formas de tratamento são vastas de acordo com o grau da psicopatia apresentada. Citosinas pró-inflamatórias tem influência na síntese de serotonina feito pelo triptofano, onde a mesma estimula outros aminoácidos com ação parecida com o triptofano causando uma competição dentro do sistema nervoso central. Conclusão – É clara a necessidade de maiores estudos afim de relacionar tais bases biológicas ligadas ao aumento do distúrbio e a busca terapêutica. Palavras chaves: Depressão. Tratamento. Antidepressivos.

Biografia do Autor

Elenir Salete Frozza Salvi, Universidade do Oeste de Santa Catarina
Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (2000) e graduação em Enfermagem pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2006). Tem experiência na área de Gerência no Serviço de Enfermagem e Enfermagem Administrativa, MBA em Ciências da Saúde - Área de Concentração em Urgências. Atualmente é coordenadora e professora titular no Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade do oeste de Santa Catarina, (Campus de Xanxerê/SC).
Publicado
28-05-2020
Como Citar
Frozza Salvi, E. S. (2020). CORRELAÇÃO DA DEPRESSÃO COM DEFICIÊNCIAS SISTÊMICAS JÁ EXISTENTES. : CORRELAÇÃO DA DEPRESSÃO COM DEFICIÊNCIAS SISTÊMICAS JÁ EXISTENTES . Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Xanxerê, 5, e24299. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeux/article/view/24299
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Resumos