GESTÃO DOS RECURSOS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

  • Júlia Rossetto Marchetti UNOESC
  • Suzana Kelly Santana

Resumo

Talvez a palavra gestão seja a mais importante no quesito da Atenção Primária à Saúde (APS). Ela aparece quase cinquenta vezes na Política Nacional de Atenção Básica. De forma geral, existe uma tríade de gestão, podendo ser elencado, gestão dos recursos humanos, gestão dos recursos materiais e programas e gestão dos recursos financeiros. A gestão dos recursos humanos compreende a composição e qualificação da força de trabalho, dos processos de trabalho e da organização dos profissionais. No entanto, essa dimensão sofre a interferência dos fatores referentes à retenção e rotatividade dos profissionais. Outro aspecto relevante, diz respeito, a gestão das novas tecnologias, as quais representam recursos fundamentais no processo de trabalho, contribuíndo para a agilidade e organização dos processos. Por último, a gestão dos recursos financeiros é consequência do gerenciamento dos demais. A estratégia de gestão é uma constante. Conforme os recursos humanos prestam serviços para a população de forma efetiva, planejada e principalmente “registrada”, através dos processos e programas, os recursos financeiros são disponibilizados. São os Enfermeiros que na sua maioria realizam a gestão na APS. Desta forma, a competência de gerir deve fazer parte das habilidades desenvolvidas e compreendidas na academia, visando a formação de profissionais capazes de atuar na APS. Assim, o funcionamento efetivo, eficiente e eficaz da APS depende da tríade gerencial junto ao conhecimento das necessidades de saúde da população a fim de prover saúde para todos.

Publicado
25-05-2020
Como Citar
Marchetti, J. R., & Santana, S. K. (2020). GESTÃO DOS RECURSOS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Xanxerê, 5, e24258. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeux/article/view/24258
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Resumos