A importância do pré-natal

  • Júlia Rossetto Marchetti UNOESC
  • Vanderleia Corrêa Oliveira
  • Bárbara Christina Fernandes
  • Giovani Reginatti Nicolao

Resumo

O pré natal é de suma importância na gestação para detectar possíveis patologias maternas e fetais, prevenção de novas e tratamento das já existentes, visando a redução de riscos e desenvolvimento adequado ao feto. Este, quando realizado adequadamente, é capaz de diminuir a morbidade e mortalidade materno infantil, uma vez que a identificação dos riscos gestacionais, permite a orientação e os encaminhamentos necessários em cada momento da gravidez. É direito e dever de toda gestante realizá- lo, está disponível na rede PÚBLica de saÚDe, tendo como amparo a Rede Cegonha, que garante à criança um desenvolvimento embrionário e nascimento adequado e à mãe um atendimento digno e humanizado. É disponibilizado o cartão da gestante, para o registro das informações e intercorrências durante o período, o qual constará anotações sobre as consultas, resultados de exames realizados, vacinas, medidas uterinas, peso, sinais vitais e procedimentos realizados. Cabe ao enfermeiro realizar a consulta de enfermagem, em pré-natal de baixo risco, intercalada com a consulta médica, este orienta sobre a importância do aleitamento materno até o sexto mês de vida, contato mãe/filho ao nascer, cuidados com o recém nascido e cuidados com a puérpera.

Publicado
18-05-2020
Como Citar
Marchetti, J. R., Corrêa Oliveira, V. ., Fernandes, B. C., & Reginatti Nicolao, G. (2020). A importância do pré-natal. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Xanxerê, 5, e24175. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeux/article/view/24175
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Resumos