RISCO DE INFECÇÃO POR SÍTIO CIRÚRGICO

  • taise trentin unoesc
  • Charlene Pompermaier

Resumo

As infecções de sítio cirúrgico acometem grande porcentagem de pacientes submetidos a cirurgias em todo o mundo, podendo evoluir desde complicações leves até o óbito. Para se evitar as infecções é importante que as equipes de saúde estejam cientes dos fatores de risco para o seu desenvolvimento, para que assim criem estratégias e métodos de prevenção. Com isso, o objetivo deste estudo foi avaliar quais são os fatores de risco para a infecção de sítio cirúrgico. Trata-se de uma revisão integrativa realizada na Biblioteca Virtual da Saúde com artigos disponíveis em português publicados nos anos 2015 a 2020. Nestes artigos foram encontrados os resultados e as consequências que podem ocorrer de acordo com a ISC. De Acordo com os resultados a infecção tem uma grande incidência em todos os tipos de cirurgias até nas minimamente invasivas e os principais fatores de risco como a obesidade, doenças já pré-existentes, tabaco, procedimentos com longa duração, e demais e foi concluído que para evitar tais acontecimento se deve ter uma boa assepsia do local da cirurgia e da incisão, usar corretamente antibióticos profiláticos e ter um local totalmente esterilizado.

PALAVRAS-CHAVES: Infecção em sítio cirúrgico. Fatores de risco. Infecção hospitalar.

Publicado
06-05-2020
Como Citar
trentin, taise, & Pompermaier, C. (2020). RISCO DE INFECÇÃO POR SÍTIO CIRÚRGICO . Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Xanxerê, 5, e24122. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeux/article/view/24122
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Artigos