DOMÍNIO EPIDEMIOLÓGICO DO VETOR AEDES AEGYPTI

  • Sabrina Toaldo Barbosa Unoesc Xanxerê
  • Thaiane Lemes Sembraneli Unoesc Xanxerê
  • Charlene Pompermaier

Resumo

A dengue trata-se de uma doença febril aguda, de origem viral, causada por um vetor, o qual apresenta um risco significativo para a saúde pública especialmente em países tropicais. Objetivou-se compreender a epidemiologia e a importância da notificação para o controle da dengue, bem como os aspectos para o desenvolvimento do vetor e seu controle. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, a partir de publicações científicas indexados na base de dados Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Verificou-se a relevância do processo de notificação dos casos possibilitando a elaboração de protocolos como forma de organizar o trabalho, além da percepção dos aspectos dos criadouros de aedes aegypti que não se adaptam somente em água limpa. Sendo de grande valia o controle vetorial para alertar referente a prevenção de casos.  A dengue é uma doença grave, prevenível, com grande impacto na saúde pública, controlar o vetor é a principal medida a ser tomada, conscientizando sobre a eliminação dos possíveis focos existentes.  

Palavras chave: Notificação de doenças; Dengue; Vetores.   

Publicado
06-05-2020
Como Citar
Toaldo Barbosa, S., Lemes Sembraneli, T., & Pompermaier, C. (2020). DOMÍNIO EPIDEMIOLÓGICO DO VETOR AEDES AEGYPTI. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Xanxerê, 5, e24117. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeux/article/view/24117
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Artigos