AVALIAÇÃO DA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES (ETE) DE UMA EMPRESA DE PROCESSAMENTOS DE SUBPRODUTOS BOVINOS

Autores

  • Liane Debus Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Jéssica Talita Zagonel Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Rodrigo Geremias

Resumo

O sistema lodos ativados é uma alternativa prática e eficaz para manter a qualidade das águas residuárias lançadas nos corpos hídricos. Desta forma, este trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência do tratamento de águas residuárias por lodos ativados, empregado por uma empresa que atua no processamento de cartilagem bovinas. Foram coletadas amostras em 4 pontos: águas residuárias brutas (Ponto 1), aerador (Ponto 2), flotador (Ponto 3) e decantador (Ponto 4). Os parâmetros analisados foram: cor, turbidez, pH, sulfato, Cr (VI), ferro, alumínio, nitrato e nitrito e a avaliação da eficiência deu-se comparando os valores obtidos para tais com os limites estabelecidos nas resoluções CONSEMA 181/2021 e CONAMA 430/2011. Ao finalizar a avaliação, os parâmetros ferro, sulfato, pH e turbidez apresentaram valores dentro do estabelecido pelas legislações, nos pontos 2 a 4. Todavia, para cor, Cr (VI), alumínio, nitrato e nitrito, o sistema de tratamento mostrou-se ineficiente, exibindo valores superiores aos permitidos pelas resoluções. A exceção foi o nitrato no ponto 2 que se mostrou dentro dos limites. A baixa eficiência da estação pode estar associada ao fato do sistema ter sido reativado recentemente.

Downloads

Publicado

2021-12-17

Como Citar

Debus, L. ., Zagonel, J. T., & Geremias, R. (2021). AVALIAÇÃO DA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES (ETE) DE UMA EMPRESA DE PROCESSAMENTOS DE SUBPRODUTOS BOVINOS. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 6, e29754. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/29754

Edição

Seção

Área das Ciências Exatas e Tecnológicas – Artigos