AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO-SANITÁRIAS DE UNIDADES ESCOLARES PÚBLICAS SITUADAS EM UM MUNICÍPIO DO INTERIOR DO MEIO OESTE DE SANTA CATARINA

Autores

  • Bianca Melo Oliveira
  • Marina Gasser Baretta Balestrin
  • ANA PAULA SCHERER DE BRUM UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA

Resumo

Para atender ao exigido pelo PNAE na oferta de merenda escolar saudável e segura do ponto de vista higiênico-sanitário, o monitoramento da produção desses alimentos, avaliando as condições higiênico-sanitárias de escolas e creches públicas foi o tema deste estudo, que avaliou aspectos sobre edificação e instalações, equipamentos, móveis e utensílios, manipuladores, produção e transporte do alimento e documentação. A pesquisa foi aplicada em 8 instituições públicas de ensino, classificadas de acordo com a adequação do check-list. Observou-se que apenas 25% (n=2) das instituições foram classificadas no grupo 2, como regular, obtendo 52% e 57% de conformidade. As demais unidades escolares (75%, n=6) demostraram percentuais abaixo de 50% de conformidade, ficando classificadas no grupo 3, como ruim. Os blocos que necessitam de maior atenção foram: edificação e instalação, produção e transporte, e documentação. Pode-se verificar que as condições higiênico-sanitárias encontradas nas instituições não são suficientes para garantir a sua qualidade, por isso são necessárias adequações estruturais e operacionais visando a aprimorar as condições, contribuindo para garantia da oferta de refeições seguras.

Downloads

Publicado

2021-10-05

Como Citar

Melo Oliveira , B., Gasser Baretta Balestrin, M. ., & SCHERER DE BRUM, A. P. (2021). AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO-SANITÁRIAS DE UNIDADES ESCOLARES PÚBLICAS SITUADAS EM UM MUNICÍPIO DO INTERIOR DO MEIO OESTE DE SANTA CATARINA. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 6, e29367. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/29367

Edição

Seção

Área das Ciências da Vida e Saúde – Artigos