FRAGILIDADE EM IDOSOS RESIDENTES EM UM DISTRITO NO MUNICÍPIO DE VIDEIRA - SC

Autores

  • Gizeli Furst Unoesc
  • Luiz Eduardo Bondan Unoesc

Resumo

A fragilidade é uma síndrome clínica caracterizada pela diminuição da força, resistência e função fisiológica, causando vulnerabilidade ao desenvolvimento de maior dependência e/ou morte. Testes simples e rápidos têm sido desenvolvidos e validados para permitir sua identificação, uma vez que a síndrome pode ser prevenida ou tratada. O objetivo do estudo é identificar a fragilidade em idosos residentes em um distrito de Videira – SC. A pesquisa é descritiva com cunho transversal e estudo de campo quantitativo. O grupo pesquisado foi 26 idosos, com idades entre 60 e 85 anos; 69,23% do
sexo feminino e 30,76% do sexo masculino. Para os dados foi utilizado questionário adaptado de Drumond de Alves (2013) para identificar o perfil socioeconômico, e para a taxa de fragilidade, o questionário do Índice de Vulnerabilidade Clínico Funcional (IVCF-20). Em relação aos aspectos sociodemográficos e ocupacionais, 84% possuem ensino básico  completo/incompleto, 80% têm renda de 1 a 2 salários mínimos, 69% são aposentados, 69,2% não possuem planos de saúde e 73,08% apresentam problemas de saúde. O questionário de verificação do índice de vulnerabilidade clínico funcional (IVFC-200) utilizado para a verificação da fragilidade mostrou que 34,60% do grupo são frágeis; 50% são idosos pré-frágeis; e 15,30% robustos, destacando a prevalência da fragilidade e da préfragilididade nas mulheres. O estudo também mostrou a não associação entre a fragilidade e os aspectos sociodemográficos e a existência de prevalência
de fragilidade entre os pesquisados, caracterizando risco para a qualidade de vida.

Downloads

Publicado

2021-10-05

Como Citar

Furst, G., & Bondan, L. E. (2021). FRAGILIDADE EM IDOSOS RESIDENTES EM UM DISTRITO NO MUNICÍPIO DE VIDEIRA - SC. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 6, e29334. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/29334

Edição

Seção

Área das Ciências da Vida e Saúde – Resumos