NÍVEL DE ESTRESSE EM POLICIAIS MILITARES ATUANTES NO MUNICIPIO DE VIDEIRA, SC

  • Luiz Eduardo Bondan Unoesc
  • Felipe Orth Brito

Resumo

A pesquisa teve por objetivo verificar o nível de estresse em policiais militares atuantes no município de Videira, SC. O grupo pesquisado foi composto por 39 policiais de ambos os sexos, em que 84% são do sexo masculino, com idade média de 36,6 anos, e 16% são do sexo feminino, com idade média de 33,1 anos. O instrumento de pesquisa foi um Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp – ISSL com adaptação. Os dados foram analisados por meio de estatísticas descritivas (frequência absoluta e percentual). Resultados: O estudo mostra a predominância na função de soldado, 45,45% no sexo masculino, e 66,6% no sexo feminino. Quanto ao tempo de serviço, a maioria dos policiais atuam entre 1 a 10 anos, e apenas 2 policias possuem mais de 20 anos de atividade na polícia. E em relação ao nível de estresse, a maioria dos policiais militares do sexo masculino, 39,39% se encontram em fase de exaustão. Já nos policiais do sexo feminino, predominou a fase de resistência, com 66,66% do grupo. Conclui-se, então, que a maioria dos os policiais militares do sexo masculino atuantes no município de Videira SC encontramse em fase de exaustão, e as policiais do sexo feminino, na fase de resistência.

Palavras-chave: Polícia Militar. Estresse.Trabalho.

Publicado
13-07-2020
Como Citar
Eduardo Bondan, L. ., & Brito, F. O. (2020). NÍVEL DE ESTRESSE EM POLICIAIS MILITARES ATUANTES NO MUNICIPIO DE VIDEIRA, SC . Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 5, e24738. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/24738
Edição
Seção
Área das Ciências da Educação – Artigos