AVALIAÇÃO DE SAÚDE EM POLICIAIS MILITARES DE UM MUNICÍPIO DO MEIO OESTE CATARINESE

  • Mônica Frighetto UNOESC campus de Videira

Resumo

Os policiais constituem uma das categorias de trabalhadores mais exposta ao adoecimento físico e mental. No caso específico de policiais militares, as situações responsáveis pela reduzida qualidade de vida e vulnerabilidade às doenças cardiovasculares desses servidores públicos têm sido apontadas como superiores às de outras categorias profissionais. Estes profissionais são responsáveis por cuidar da vida das pessoas, mas muitas vezes não cuidam de sua própria saúde.As doenças cardiovasculares constituem a principal causa de morbimortalidade na população brasileira. O presente estudo objetivou aferir a pressão arterial e dosar a glicemia capilar de 50 policiais militares na cidade de Videira, em Santa Catarina. A análise dos dados mostrou que 14% dos entrevistados, teve o valor de glicemia capilar pós-prandial acima do valor de referência e 1%, ficou com pressão arterial alterada. O estudo ainda mostra que 24% dos entrevistados, estão com obesidade. Logo, um acompanhamento mais frequente de pressão arterial e dosagem de glicemia, deve ser feito neste grupo de policias militares, pois comorbidades podem ocorrer.

Publicado
08-07-2020
Como Citar
Frighetto, M. (2020). AVALIAÇÃO DE SAÚDE EM POLICIAIS MILITARES DE UM MUNICÍPIO DO MEIO OESTE CATARINESE. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 5, e24695. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/24695
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Artigos