INCIDÊNCIA DE PARASITOS PRESENTES EM BRINQUEDOS DE CRECHES NO MUNICÍPIO DE VIDEIRA NO MEIO OESTE DE SANTA CATARINA

  • Franciele de Lima Deon
  • Bibiana Paula Dambrós Universidade do Oeste do Estado de Santa Catarina

Resumo

Objetivo: Buscou-se avaliar a incidência de parasitos presente em brinquedos de uma creche pública e outra privada de bairros distintos do município de Videira no Meio Oeste de Santa Catarina. Metodologia: foi utilizado um suab estéril que foi passado por toda a superfície do brinquedo e, então, adicionado em tubo cônico. No laboratório, o tubo foi submetido à agitação em vortex por 3 minutos e à centrifugação a 2500rpm por 5 minutos. Posteriormente, o sedimento foi analisado em lâmina microscópica no aumento de 100X e 400X. Resultados: Das 100 amostras analisadas, foi observada a presença de células epiteliais em todas; já nas amostras coletadas nos brinquedos da creche pública, 16% foram positivas para ácaros, e 2% para leveduras; e das coletadas na creche privada, foram encontradas, 8% de amostras positivas para ácaros e 2% para leveduras e bactérias, entretanto em relação aos parasitas, não se encontrou parasitos de importância médica em nenhuma amostra analisada. Conclusão: Apesar de não se encontrar parasitos de importância médica nos brinquedos das creches, observou-se a presença de outros micro-organismos, o que denota a importância de higienizar-se esses brinquedos, uma vez que os ácaros e leveduras também estão entre os micro-organismos causadores de
patologias. Estes dados podem contribuir para o conhecimento científico e ajudar a coordenação desses serviços para que possam encontrar meios de evitar a disseminação dos micro-organismos.
Palavras-chave: Creche. Crianças. Parasitos. Ácaros. Leveduras.

Biografia do Autor

Bibiana Paula Dambrós, Universidade do Oeste do Estado de Santa Catarina
Formada na área da saúde como Farmacêutica-Bioquímica pela UFSC, possui mestrado em Biotecnologia também pela UFSC. Trabalhou por 12 anos na área de pesquisa e desenvolvimento, esteve envolvida em 3 projetos Genomas, trabalhou na  Empresa de Biotecnologia FK-biotecnologia, no laboratório Central do Estado do Rio Grande do Sul como com  diagnóstico do vírus do H1N1 e Dengue, há 2 anos está inserida na docência ministrando aula nas áreas da saúde.
Publicado
13-09-2017
Como Citar
Deon, F. de L., & Dambrós, B. P. (2017). INCIDÊNCIA DE PARASITOS PRESENTES EM BRINQUEDOS DE CRECHES NO MUNICÍPIO DE VIDEIRA NO MEIO OESTE DE SANTA CATARINA. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 2, e15368. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/15368
Edição
Seção
ACV Resumos