SOFTWARE LIVRE NA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL DE FRAIBURGO SC

  • Lilian Jeannette Meyer Riveros Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Junior Henrique Decui dos Santos Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Carlos Manuel Reyes Fernándes Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

Esta pesquisa pretende esclarecer o equívoco comum relacionado ao uso do termo "software livre" e "código aberto". Objetiva também, demonstrar a inviabilidade de investimento em uma migração total de parque de máquinas para software proprietário e, por fim, sugere um cenário no qual uma infraestrutura de DATACENTER é migrada de software proprietário para software livre.

Biografia do Autor

Lilian Jeannette Meyer Riveros, Universidade do Oeste de Santa Catarina
Ciência Exatas e da Terra

Referências

DISTROWATCH. Disponível em <https://distrowatch.com/>. Acesso em: 22 nov. 2016.

FUTURIST. GNU/Linux Distribution Timeline 12.10. Disponível em <http://futurist.se/gldt/>. Acesso em: 22 nov. 2016.

GNU. GNU Operating System. Disponível em <https://www.gnu.org/>. Acesso em: 22 nov. 2016.

MICROSOFT. Minimum hardware requirements. Disponível em: <https://msdn.microsoft.com/en-us/library/windows/hardware/dn915086(v=vs.85).aspx>. Acesso em: 30 nov. 2016.

STALLMAN, Richard M. Free Software, Free Society: Selected Essays of Richard M. Stallman. 3. ed. Boston: Free Software Foundation, 2015.

Publicado
17-08-2017
Como Citar
Meyer Riveros, L. J., Decui dos Santos, J. H., & Reyes Fernándes, C. M. (2017). SOFTWARE LIVRE NA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL DE FRAIBURGO SC. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 2, e15152. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/15152
Edição
Seção
ACET Artigos