TRANSTORNOS MENTAIS E INSERÇÃO SOCIAL

  • Luana Aparecida Ceron Alabora Aparecida Ceron Alabora
  • Taisa Trombetta DeMarco Unoesc
  • Nilva O. Farias da Silva O. Farias da Silva

Resumo

A pesquisa envolveu estudo referencial sobre a inserção social e
erradicação do preconceito em indivíduos diagnosticados com Transtornos
Mentais. Qualquer ser humano pode enfrentar algum tipo de problema
psicológico no percurso da sua vida. No contexto social, parte da
população diagnosticada com Transtornos Mentais não está incluído e, por
isso, não usufrui das mesmas oportunidades dos demais. Dessa forma, é
necessário refletir sobre formas de diminuir essa desigualdade e melhorar a
inserção tanto social quanto familiar desses indivíduos. O objetivo do estudo
foi sugerir propostas para inserir os sujeitos com Transtornos Mentais.
Constatou-se com a investigação, que o profissional psicólogo pode auxiliar
na erradicação do preconceito, na melhor aceitação social, na orientação
e inserção social dos indivíduos diagnosticados com Transtornos Mentais, por
meio da sua atuação nos diferentes contextos sociais bem como nas
instituições públicas e privadas.
Palavras-chave: Transtornos mentais. Sociedade. Preconceito. Família.

Biografia do Autor

Taisa Trombetta DeMarco, Unoesc
Todas

Referências

AMARAL, Lígia Assumpção et al. Diferenças e Preconceito: na escola

alternativas teóricas e práticas. 3. ed. São Paulo: Summus, 1998.

BRASIL, Casa Civil. Lei n. 8.213, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre os Planos e Benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 1991. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8213cons.htm>. Acesso em: 21 abr. 2017.

BRASIL, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Conceitos. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/condicaodevida/indicadoresminimos/conceitos.shtm>. Acesso em: 21 abr. 2017.

BRASIL, Ministério Público Federal: Procuradoria Federal de Direitos ao

Cidadão. Cartilha: Direito a Saúde Mental. Brasília, 2012. Disponível em: <http://pfdc.pgr.mpf.mp.br/atuacao-e-conteudos-deapoio/

publicacoes/saude-mental/direito_saude_mental_2012/>. Acesso em:

abr. 2017.

BRASIL. Casa Civil. Lei n. 10.216, de 6 de abril de 2001.

Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. Diário Oficial da União, Brasília, 6 abr. 2001. Disponível em:

<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LEIS_2001/L10216.htm>. Acesso em: 21. jun. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. A inclusão escolar de alunos com

necessidades educacionais especiais - Deficiência Física. Brasília, 2006.

Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/deffisica.pdf>.

Acesso em: 21. Jun. 2016.

CALISTA, Abreu et al. A importância da família na ressocialização do

portador de transtorno mental. Campina Grande: [S.n.], 2008. Disponível em:

<http://apps.cofen.gov.br/cbcenf/sistemainscricoes/arquivosTrabalhos/I20766.E8.T3524.D4AP.pdf>. Acesso em: 21. jun. 2016.

CARDOZO, Ruti Mara; BORGES, Ándrea Cristine. As dificuldades de inclusão da pessoa com transtorno mental no mercado de trabalho. Itajaí: [S.n.]. Disponível em http://www.uniedu.sed.sc.gov.br/wpcontent/

uploads/2016/02/Ruti-Mara-Cardozo.pdf >. Acesso em: 21. jun. 2016.

CARMO, Ramon Edimilson.TDAH e as dificuldades no ensino e aprendizagem da matemática. Pará de Minas: [S.n.], 2013. Disponível em: <http://fapam.web797.kinghost.net/admin/monografiasnupe/arquivos/31032014221209Ramon_Monografia.pdf>. Acesso em: 31. mai. 2017.

CASTRO, Eduardo Viveiros. O conceito de sociedade em antropologia: Um sobrevoo. 2002. Disponível em:

<https://pedropeixotoferreira.files.wordpress.com/2010/03/viveiros-decastro_2002_o-conceito-de-sociedade-em-antropologia_txt.pdf>. Acesso em: 19 abr. 2017.

FACO, Vanessa Marques Gibran; MELCHIORE, Lígia Ebner. Conceito de

Família: adolescentes de zona rural e urbana. São Paulo, 2009. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/krj5p/pdf/valle-9788598605999-07.pdf>. Acesso em: 20 abr. 2017.

PORTANOVA, Rogério; VIEIRA, Karina de Vasconcelos. Sociedade Global e direito planetário. Rio de Janeiro: [S.n.]. Disponível em:

<http://www.nima.pucrio. .br/aprodab/artigos/sociedade_global_rogerio_portanova.pdf>. Acesso

em: 20 abr. 2017.

SPADINI, Luciene Simões; SOUZA, Maria Conceição Bernardo de Mello. A doença mental sob um olhar de pacientes e familiares. São Paulo: [S.n.], 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v40n1/a17v40n1.pdf>.

Acesso em: 17 abr. 2017.

VIETTA, Edna Paciência. Transtorno mental e preconceito. Ribeirão Preto: [S.n.], 2013. Disponível em:

<http://www.ufrgs.br/psicoeduc/ed23/2013/02/21/transtorno-mental-epreconceito- 2/>. Acesso em: 22. jun. 2016.

Publicado
05-07-2017
Como Citar
Alabora, L. A. C. A. A. C., DeMarco, T. T., & da Silva, N. O. F. da S. O. F. (2017). TRANSTORNOS MENTAIS E INSERÇÃO SOCIAL. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 2, e13816. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/13816
Edição
Seção
ACV Artigos