AVALIAÇÃO HIGIÊNICO-SANITÁRIA EM AMOSTRAS INDICATIVAS DE QUALIDADE DE MORANGOS COMERCIALIZADOS EM TRÊS CIDADES DO MEIO OESTE CATARINENSE

  • Bianca Souza Bulow Universidade do Oeste de Santa Catarina Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial
  • Caroline Do Rosario Fenili Universidade do Oeste de Santa Catarina Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc
  • Maria Carolina Cordeiro Universidade do Oeste de Santa Catarina Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc
  • Pamela Cristina Moreira Universidade do Oeste de Santa Catarina Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc
  • Valdecir Perazzoli Universidade do Oeste de Santa Catarina Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc
  • Jane Lafayette Neves Gelinski Unoesc

Resumo

Os morangos são pouco calóricos, ricos em vitaminas, minerais, fibras e, por isso, trazem grandes benefícios ao organismo humano. Ao adquirir o produto, o consumidor tem expectativa de consumir o alimento em perfeitas condições de qualidade, mas nem sempre essa expectativa é correspondida. Os morangos estão suscetíveis à contaminação por diferentes microrganismos, se não higienizados corretamente, podendo ocorrer risco de intoxicações alimentares ou toxinfecção. Este trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade higiênico-sanitária em amostras indicativas de morangos, obtidos em comércio local de três cidades do meio oeste catarinense. Realizaram-se contagens de coliformes totais a 35°C, coliformes termotolerantes a 45°C e pesquisa de Salmonella sp. Concluiu-se com estas análises, que as amostras de morangos obtidas no comércio do meio oeste catarinense apresentavam-se com boa qualidade higiênico-sanitária, estando de acordo com os padrões legais vigentes.
Palavras-chave: Qualidade higiênico-sanitária. Morango. Avaliação.

Biografia do Autor

Bianca Souza Bulow, Universidade do Oeste de Santa Catarina Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial


Acadêmica do Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc

Caroline Do Rosario Fenili, Universidade do Oeste de Santa Catarina Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc

 
Acadêmica do Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc

Maria Carolina Cordeiro, Universidade do Oeste de Santa Catarina Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc

 
Acadêmica do Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc

Pamela Cristina Moreira, Universidade do Oeste de Santa Catarina Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc

Universidade do Oeste de Santa Catarina
Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc

 

 

Valdecir Perazzoli, Universidade do Oeste de Santa Catarina Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc
Acadêmico do Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc
Jane Lafayette Neves Gelinski, Unoesc

Professora

Mestre em Genética -UFRGS

Doutora em Ciência dos Alimentos-USP

Referências

ALVES, Aline Inácio; SARAIVA, Sérgio Henriques; DELLA LUCIA, Suzana Maria; TEIXEIRA, Luciano; JUNQUEIRA, Mateus da Silva. Qualidade de morangos envolvidos com revestimento comestível antimicrobiano à base de diferentes fontes de amido. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, GO, v. 7, p. 1519-1526, 2011.

BRASIL, 2001. Resolução RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001. Aprova o “Regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos”. Órgão emissor: ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Disponível em: <http://portal.anvisa.gov.br/documents/33880/2568070/RDC_12_2001.pdf/15ffddf6-3767-4527-bfac-740a0400829b>. Acesso em: 02 abr. 2017.

FREITAS, Cyanea T. de. Morango. Sua pesquisa.com. Disponível em: <http://www.suapesquisa.com/frutas/morango.htm> acesso em: 23 mar. 2017.

GUIMARÃES, Paulo. Cartilha Orgânicos Anvisa. Alimentação e saúde. 2010. Disponível em: <http://alimentacaoesaude.org/cartilha-organicos-da-anvisa/> acesso em: 24 mar. 2017.

PONCE, Adriana dos Reis; BASTIANI, Maria Inês Dantas; MINIM, Valéria Paula; VANETTI, Maria Cristina Dantas. Características físico-químicas e microbiológicas de morango minimamente processado. Ciência e Tecnologia de Alimentos, São Paulo, vol.30, n.1, p.113-118, mar. 2010. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612010005000016>. Acesso em: 19 mar. 2017.

RIEDEL, Guenther. Controle Sanitário dos Alimentos. 3. ed. São Paulo:Atheneu, 2005. 456p.

SILVA, Neusely; JUNQUEIRA, Valéria Christina Amstalden; SILVEIRA, Neliane Ferraz de Arruda; GOMES, Renato Abeilar Romeiro. Manual de métodos de análise microbiológica de alimentos e água. 4. ed. São Paulo: Ed. Varela, 2010. 624p.

Publicado
22-06-2017
Como Citar
Bulow, B. S., Fenili, C. D. R., Cordeiro, M. C., Moreira, P. C., Perazzoli, V., & Gelinski, J. L. N. (2017). AVALIAÇÃO HIGIÊNICO-SANITÁRIA EM AMOSTRAS INDICATIVAS DE QUALIDADE DE MORANGOS COMERCIALIZADOS EM TRÊS CIDADES DO MEIO OESTE CATARINENSE. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 2, e13685. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/13685
Edição
Seção
ACV Artigos