QUALIDADE HIGIÊNICA DE LEITE CRU REFRIGERADO A PARTIR DE PESQUISA INDICATIVA DE BACTÉRIAS PSICROTRÓFICAS E DO GRUPO COLIFORMES

  • Susiane Ramos Unoesc, Videira-SC Bacharelado em Biotecnologia Industrial
  • Geovana Fantin Unoesc, Videira-SC Bacharelado em Biotecnologia Industrial
  • Leticia Mazureck Unoesc, Videira-SC Bacharelado em Biotecnologia Industrial
  • Luana Cássia Domingues Cruz Unoesc, Videira-SC Bacharelado em Biotecnologia Industrial
  • Luiz João Gaio Unoesc, Videira-SC Bacharelado em Biotecnologia Industrial
  • Jane Lafayette Neves Gelinski Unoesc, Videira-SC Docente Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial

Resumo

Nesta pesquisa verificou-se a qualidade higiênica de leite cru, produzido em propriedade rural a partir de amostras indicadoras de boas práticas durante o processo de ordenha e armazenamento. As coletas ocorreram pela manhã e à tarde e se constituíram de amostras de leite cru do tanque de resfriamento, em 12 de março de 2017, e do leite retirado à tarde e pela manhã, do dia 13 de março de 2017. A temperatura do tanque se manteve entre 2ºC a 5ºC. Após a coleta, as amostras foram armazenadas sob refrigeração até o máximo de 8 horas antes de serem processadas. As análises foram realizadas no laboratório da Universidade do Oeste de Santa Catarina, em Videira, para pesquisa de contagem total de bactérias psicrotróficas predominantes, coliformes totais e termotolerantes. Como resultado, duas amostras apresentaram ausência de coliformes fecais, porém uma alta contagem bacteriana de psicrotróficas, indicando possível falta de higiene ou contaminação acidental. O diferencial se deu pelo leite ordenhado pela manhã, que apresentou valores de 2,4x10E8 UFC/mL; e o ordenhado à tarde que apresentou 2,5x10E7 UFC/mL. Palavras chaves: Qualidade higiênica. Leite Cru. Boas Práticas de higiene. Refrigeração.

Biografia do Autor

Susiane Ramos, Unoesc, Videira-SC Bacharelado em Biotecnologia Industrial
Acadêmica do curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira-SC
Geovana Fantin, Unoesc, Videira-SC Bacharelado em Biotecnologia Industrial
Acadêmica do curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira-SC
Leticia Mazureck, Unoesc, Videira-SC Bacharelado em Biotecnologia Industrial
Acadêmica do curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira-SC
Luana Cássia Domingues Cruz, Unoesc, Videira-SC Bacharelado em Biotecnologia Industrial
Acadêmica do curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira-SC
Luiz João Gaio, Unoesc, Videira-SC Bacharelado em Biotecnologia Industrial
Acadêmico do curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira-SC
Jane Lafayette Neves Gelinski, Unoesc, Videira-SC Docente Curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial

Professora

Mestre em Genética -UFRGS

Doutora em Ciência dos Alimentos-USP

Referências

ÂNGELO, F. F et al. Bactérias psicrottróficas em leite cru refrigerado. Revista Científica de Medicina Veterinária. Ano XII, n. 22, 2014.

BAM'S - Bacteriological Analytical Manual, 8th Edition, Revision A, (1998). Disponivel em:

<https://www.fda.gov/Food/FoodScienceResearch/LaboratoryMethods/ucm2006949.htm>. Acesso em: 05 abr. 2017.

BARREIRO, Juliana; SANTOS, Marcos Veiga. Ocorrência de bactérias psicrotróficas em leite cru refrigerado. Milkpoint, São Paulo, v. 23, n. 6, 28 jun. 2010. Disponível em: <https://www.milkpoint.com.br/radartecnico/qualidade-do-leite/ocorrencia-de-bacterias-psicrotroficas-em-leitecru-refrigerado-63875n.aspx>. Acesso em: 25 mar. 2017.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal. Instrução Normativa no 51, de 18 de setembro de 2002. Aprova e Oficializa o Regulamento técnico deidentidade e qualidade de leite cru refrigerado. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, n. 172, p. 13-22, 20 set. 2002. Seção I.

FRANK, J.F. et al. Tests for groupsofmicrorganisms. In: MARSHALL, R.T. (Ed.). Standard methods for theexaminationofdairyproducts. 16.ed. Washington: American Public Health Association, 1992. p.271-286.

FONSECA, L.F.L.; SANTOS, M.V. Qualidade do Leite e Controle de Mastite. São Paulo: Lemos editorial, 2000.

PINTO, C.L.O.; MARTINS, M. L.; VANETTI, M. C. D. Qualidade microbiológica de leite cru refrigerado e isolamento de bactérias psicrotróficas. Ciências e Tecnologia de Alimentos, v. 26, n. 3, p.645- 651, 2006.

SANTOS, M. V.; FONSECA, L. F. L. Importância e efeito de bactérias psicrotróficas sobre a qualidade do leite. Revista Higiene Alimentar, São Paulo, v. 15, n. 82, p. 13-19, 2001.

SERRA, M.J.B. Qualidade microbiana e físico químico do leite cru produzido na região de Pardinho, SP 2004. Dissertação de Mestrado (Mestrado e MedicinaVeterinária), Universidade Estadual Paulista, Botucatu, São Paulo.

TRONCO, V.M. Manual para Inspeção da Qualidade do Leite. Santa Maria: Ed. da UFSM, 1997, 166p.

Publicado
15-05-2017
Como Citar
Ramos, S., Fantin, G., Mazureck, L., Cruz, L. C. D., Gaio, L. J., & Gelinski, J. L. N. (2017). QUALIDADE HIGIÊNICA DE LEITE CRU REFRIGERADO A PARTIR DE PESQUISA INDICATIVA DE BACTÉRIAS PSICROTRÓFICAS E DO GRUPO COLIFORMES. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 2, e13487. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/13487
Edição
Seção
ACV Artigos