AVALIAÇÃO DA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DE MILHOS BRANCO E AMARELO PARA PRODUÇÃO DE RAÇÃO ANIMAL

  • Alan do Amaral Walter Curso Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
  • Aline Dias da Silva Matos Curso Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
  • Julian Antonio do Amaral Walter Curso Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
  • Thiago Maia Alves Curso Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
  • Jane Mary Lafayette Neves Gelinski Núcleo de Biotecnologia Disciplina Microbiologia II - Bacharelado em Biotecnologia Industrial.

Resumo

A produção do milho no Brasil iniciou por volta da década de 1970, porém em pequena escala. Como o milho é um cereal de grande valor energético tanto para a alimentação humana quanto animal, surgiu então, a necessidade de produção em larga escala. Nossa pesquisa tem como base analisar a qualidade microbiológica do milho utilizado como matéria-prima na produção de ração, com base em análise de Bacillus sp, Bolores e Leveduras, e Mesófilos de amostras de milho branco e milho amarelo. Foram coletadas amostras de milho branco e amarelo de um produtor rural com propriedade na cidade de Videira-SC. Os grãos foram transportadas para o Laboratório de Microbiologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina – Videira. Para análise microbiológica foram realizadas contagens de Bacillus a 30°C, Mesófilos a 35°C, Bolores e leveduras a 25°C. Todas as análises foram realizadas em duplicatas. Todas as amostras apresentaram valores abaixo do permitido em relação aos parâmetros microbiológicos analisados. Conclui-se que as amostras indicativas estavam dentro dos padrões legais vigentes.
Palavras-chave: Qualidade Microbiológica. Milho Branco. Milho Amarelo.

Biografia do Autor

Alan do Amaral Walter, Curso Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
Acadêmico  do curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
Aline Dias da Silva Matos, Curso Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
Acadêmica  do curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
Julian Antonio do Amaral Walter, Curso Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
Acadêmico  do curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
Thiago Maia Alves, Curso Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
Acadêmico  do curso de Bacharelado em Biotecnologia Industrial - Unoesc, Videira - SC
Jane Mary Lafayette Neves Gelinski, Núcleo de Biotecnologia Disciplina Microbiologia II - Bacharelado em Biotecnologia Industrial.

Professora

Mestre em Genética -UFRGS

Doutora em Ciência dos Alimentos-USP

Referências

BRASIL. Aência Nacional de Vigilância Sanitária- ANVISA. Resolução n° 12 de 1978, Disponível em:<http://www.anvisa.gov.br/anvisalegis/resol/12_78.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2017.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DO MILHO – ABIMILHO. Estatísticas. Disponível em:< http://www.abimilho.com.br/ estatistica4.htm>. Acesso em: 24 mar. 2017.

BALBANI, A.P.S.; BUTUGAN, O. Contaminação Biológica de Alimentos. Pediatria. v. 23, n.4, p. 320-8, 2001.

BORSARI, G. Importância da Qualidade do Milho para Produção de Alimentos: Campo Grande MS, Agro Editorial, 2014. Disponível em: http://ruralcentro.uol.com.br/analises/importancia-da-qualidade-do-milho-para-producao-de-alimentos-4965>. Acesso em: 28 abr. 2017.

BRASIL. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Protocolo de Qualidade do Milho: Disponivel em: <https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Repositorio/doc59-2004_000gcda6axf02wx5ok0rofsmqj9jy6z1.pdf>. Acesso em: 04 abr. 2017.

COMPÊNDIO BRASILEIRO DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL. São Paulo:

SINDIRAÇÕES/ANFAL; Campinas: CBNA/SDR/MA. 1998. 371p.

CRUZ, José C. ; MAGALHAES, P.C.; PEREIRA FILHO, I.A.; MOREIRA, J.A.A.. O produtor pergunta a Embrapa responde: Brasilia DF: Embrapa Informação e Tecnologia, 2011. Disponível em: <https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/927279/milho-o-produtor-pergunta-a-embrapa-responde>. Acesso em: 02 abr. 2017.

EMBRAPA. Grãos armazenados. 2017?. Disponível em: < http://www.cnpms.embrapa.br/publicacoes/milho_7_ed/colpragas.htm>. Acesso em: 01 abr. 2017.

FRANCO, Bernardete D. G. de Melo; LANDGRAF, Mariza. Microbiologia dos Alimentos. 1. ed. São Paulo: Atheneu, 2001. 192p.

PEIXOTO, Claudio. O milho no Brasil, sua importância e evolução: São Paulo SP, DU PONT Pioneer, 2014.

REVISTA PRODUÇÃO RURAL. Importância da qualidade do milho para produção de alimentos. Ano 2, n. 8, p. 4, 2016. Disponível em: <https://issuu.com/wlceditora/docs/revista_final-marc__o_2016__baixa>. Acesso em: 05 abr. 2017.

Publicado
12-05-2017
Como Citar
Walter, A. do A., Matos, A. D. da S., Walter, J. A. do A., Alves, T. M., & Gelinski, J. M. L. N. (2017). AVALIAÇÃO DA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DE MILHOS BRANCO E AMARELO PARA PRODUÇÃO DE RAÇÃO ANIMAL. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Videira, 2, e13271. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuv/article/view/13473
Edição
Seção
ACV Artigos