https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/issue/feed Anuário Pesquisa e Extensão Unoesc São Miguel do Oeste 2020-04-06T13:45:13+00:00 Clair Fátima Zacchi clair.zacchi@unoesc.edu.br Open Journal Systems <p>E-ISSN 2525-6556</p> <p>Publicação contínua – o conteúdo e a revisão do texto são de responsabilidade dos autores.</p> https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23681 Folha de Rosto 2019-12-17T14:14:48+00:00 Editora Unoesc editora@unoesc.edu.br 2019-12-17T14:08:40+00:00 Copyright (c) 2019 Editora Unoesc https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23757 ESPAÇOS INTERNOS PARA IDOSOS PORTADORES DE ALZHEIMER 2020-02-03T10:44:51+00:00 Lidiane Camiloti design.pzo@unoesc.edu.br <p>O envelhecimento da população no Brasil é um grande desafio para todos, em especial para idosos com a Doença de Alzheimer. Esta doença afeta principalmente os mais idosos e caracateriza-se por apresentar um declínio nas capacidades cognitivas da pessoa, (memória, orientação, atenção e linguagem), causada pela morte de células cerebrais. O tratamento de pacientes com doença de Alzheimer visa a manutenção de qualidade de vida, melhorando suas funções diárias sua independência, minimizando as perdas cognitivas as alterações de humor e comportamento. O presente Artigo estuda a importância da qualidade de vida dos idosos portadores de doença de Alzheimer, através de pesquisa bibliográfica e acompanhamento dos mesmos, buscando os principais parametros e técnicas de design e arquitetura de interiores, para modificar e melhorar os ambientes de convivio. O artigo finaliza com a proposição de medidas a serem observadas na definição de espaços que visem o bom atendimento de idosos com a Doença de Alzheimer.</p> 2020-02-03T10:44:50+00:00 Copyright (c) 2020 Lidiane Camiloti https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23754 DESIGN DE INTERIORES: UM ESTUDO SOBRE A ORGANIZAÇÃO DOS ESPAÇOS DAS SALAS DE AULA DA EDUCAÇÃO INFANTIL 2020-02-03T10:42:14+00:00 Lidiane Camiloti design.pzo@unoesc.edu.br <p>&nbsp;motivação para a realização deste estudo surgiu das inquietações vivenciadas com crianças pelas quais temos proximidade. O contexto escolar vivenciado por elas necessita de aprimoramentos. O presente artigo apresenta um estudo sobre o design de interiores para a educação infantil. O mesmo consiste em uma pesquisa que cita como o design de interiores pode contribuir para possíveis melhorias no ambiente escolar infantil de modo que possa vir a contribuir na melhoria da qualidade de ensino aprendizagem. A problemática proposta é a seguinte: de que forma o design pode contribuir para melhorar a qualidade do espaço escolar infantill? O principal objetivo do mesmo está voltado na compreensão do contexto escolar para propor uma nova organização do espaço escolar infantil. A pesquisa caracteriza-se pela abordagem qualitativa e buscou, com o desenvolvimento de uma nova proposta de layout escolar, melhorar a qualidade do ensino, apresentando as crianças que elas têm uma grande importância perante a sociedade. O estudo proporcionou uma nova organização do espaço escolar infantil. A pesquisa se caracteriza como exploratória e as visitas a campo serão por meio de observações e aplicação de questionários com os professores. Com as visitas in loco e as pequisas bibliográficas, foi possível compreender de maneira mais detalhada o contexto escolar, visto que os ambientes atuais são pouco atrativos e desafiadores para as crianças, desta forma, sugerimos um novo espaço.</p> 2020-02-03T10:42:14+00:00 Copyright (c) 2020 Lidiane Camiloti https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23756 Forma e praticidade_inserindo conceito multifuncional ao mobiliário 2020-02-03T10:43:28+00:00 Lidiane Camiloti design.pzo@unoesc.edu.br <p>O presente artigo baseia-se no desenvolvimento de um móvel com conceito multifuncional e aplicação das cores. Procura entender qual a relação do consumidor quando a cor influencia diretamente na compra de um mobiliário ou produto. Tem-se por objetivo a partir das suas formas geométricas, projetar um móvel que atenda facilmente ao gosto do usuário, fácil também de compor diferentes ambientes. Com a utlização das cores primárias, fator desicivo na compra, provocar diferentes sensações ao usuário. Ao inserir uma segunda função, tem-se como propósito aplicar ao móvel a multifuncionalidade, uma junção de funções que contribua e resolva as necessidades do usuário. Sendo possível o melhor aproveitamento dos espaços. O resultado do projeto se fez a partir de planejamento e estudos, auxiliou para a criação do novo móvel sendo possível inserir a multifuncionalidade que ao proporcionar mais de uma função. Além da multifuncionalidade aplicou-se ao móvel projetado itens da ergonomia e a estética ligada a psicologia das cores, pensando em facilitar e influenciar positivamente na relação usuário e produto. Ao desenvolver o móvel faz-se uma avaliação do mesmo, analisando se há erros de fabricação ou projeto, e conclui-se que o móvel atendeu a todas as expectativas esperadas sendo proposto apenas inserir sobre a base principal do criado mudo, pequenos pedaços de silicone para que a mesa de apoio não danifique a base principal ao encaixá-las.</p> 2020-02-03T10:43:27+00:00 Copyright (c) 2020 Lidiane Camiloti https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23755 Valores simbólicos e emocionais do desenvolvimento de moveis com design 2020-02-03T10:41:00+00:00 Lidiane Camiloti design.pzo@unoesc.edu.br <p>A presente pesquisa visa embasar o desenvolvimento de móveis com design retrô, tendo como fundamentação o estudo da semiótica e o design emocional. Trata-se de uma pesquisa exploratória e bibliográfica, que visa compreender de que maneira o estilo retrô e as características dos valores simbólicos. A partir de pesquisas de mercado buscou-se informações sobre móveis inspirados em épocas passadas, buscando-se entender a contribuição do design para o resgate das características formais históricas na criação de móveis com estilo retrô. Como resultado da pesquisa evidencia-se que a releitura de móveis que foram sucesso no passado estimulam as memórias afetivas, a carga informacional agregada aos móveis retrô remete a sua aparência e funcionalidade, causando associações emocionais. A pesquisa também fornece evidencia a importância da semiótica no design, colaborando para a aplicação de estratégias de comunicação, transmitindo de maneira mais simples, conceitos importantes e complexos.</p> 2020-02-03T10:41:00+00:00 Copyright (c) 2020 Lidiane Camiloti https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23676 A relação da mulher com o próprio corpo e a influência no desenvolvimento dos transtornos alimentares 2019-12-17T14:14:49+00:00 Paola Cristina Breda pahbreda@gmail.com <p>A presente pesquisa tem como tema principal, a relação da mulher com o próprio corpo e a consequente influência desta no desenvolvimento dos transtornos alimentares. Para tanto, buscou-se na literatura um aprofundamento sobre as questões de corporeidade da mulher e também o surgimento, desenvolvimento e tratamento dos transtornos alimentares. Os objetivos da pesquisa visaram compreender a relação da mulher com o próprio corpo, bem como os fatores sociais, familiares e psicológicos, que possam influenciar no desenvolvimento de um transtorno alimentar. O método utilizado foi de caráter qualitativo fenomenológico, constituído por entrevistas abertas, gravadas em áudio e posteriormente transcritas, realizadas com quatro mulheres de diferentes idades, que possuem um histórico de transtorno alimentar.&nbsp; A partir das entrevistas, foi possível averiguar a história de vida de cada uma das mulheres, entender o processo de construção e desconstrução de sua autoimagem e assim, compreender as causas e consequências ligadas à vivência do transtorno alimentar. Para além disso, foi possível identificar diversas questões de caráter psicológico, bem como a importância do processo psicoterápico na vida dessas mulheres.</p> <p>Palavras Chave: Mulher. Corpo. Transtornostornos alimentares.</p> 2019-12-17T14:10:55+00:00 Copyright (c) 2019 Paola Cristina Breda https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23922 A IMPORTÂNCIA DE ESTUDAR O MEDO NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL 2020-03-25T22:46:57+00:00 Calúzia Santa Catarina caluzia.santacatarina@yahoo.com.br Lilian Greici Signor liliangsignor@outlook.com Neide Danielli neidedanielli@gmail.com Anderson Luis Schuck anderson.schuck@unoesc.edu.br <p>Considerando a importância de se buscar entendimentos acerca das emoções no desenvolvimento infantil, especialmente o medo, que é um sentimento que está presente, em todas as fases do desenvolvimento humano, é que o presente estudo busca identificar os tipos de medos apresentados pelas crianças e suas possíveis causas, como o medo do espaço escolar e o medo no período de adaptação à escola, medos do cotidiano, medos de animais, pessoas e situações. Com tantas mudanças acontecendo no cotidiano da criança, se torna de suma importância esclarecer por que a criança tem medo, as possíveis causas desses medos e como o medo pode interferir no seu desenvolvimento, além de propor formas de lidar com a criança diante dos seus medos, a fim de superá-los. </p> 2020-03-25T22:46:57+00:00 Copyright (c) 2020 Calúzia Santa Catarina, Lilian Greici Signor, Neide Danielli, Anderson Luis Schuck https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23914 SÍNDROME CORONARIANA AGUDA NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA ADULTA 2020-03-20T12:04:27+00:00 CARLA DENISE STURM carlasturm2008@hotmail.com Marzelí Pauletti mzl_marze@hotmail.com <p>Trata-se de um recorte de Trabalho de Conclusão de Residência em Saúde do Adulto e Idoso em uma Unidade deTerapia Intensiva Adulta do estado do Rio Grande do Sul, envolvendo pacientes admitidos na unidade com diagnóstico de Síndrome Coronariana Aguda.</p> 2020-03-20T12:04:26+00:00 Copyright (c) 2020 CARLA DENISE STURM, Marzelí Pauletti https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23913 Educação permanente em saúde com Agentes Comunitários de Saúde: Relato de experiência 2020-03-20T12:08:23+00:00 CARLA DENISE STURM carlasturm2008@hotmail.com Joéli Cristiane Petry joelipetry@hotmail.com Cleomara Toigo cleomaratoigo15@outlook.com Eduarda Banhara Bortolotto amduda2011@hotmail.com Leidimari Meneghini leidimarimeneghini@yahoo.com Marzelí Pauletti mzl_marze@hotmail.com <p>Trata-se de um relato de experiência de palestras realizadas para os Agentes Comunitários de Saúde em uma Estratégia de Saúde da Família de um município de Extremo Oeste de Santa Catarina, durante a disciplina do Estágio Supervisionado do curso de Enfermagem.</p> 2020-03-20T12:08:22+00:00 Copyright (c) 2020 CARLA DENISE STURM, Joéli Cristiane Petry, Cleomara Toigo, Eduarda Banhara Bortolotto, Leidimari Meneghini, Marzelí Pauletti https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23915 Saúde do trabalhador: Relato de experiência de educação em saúde 2020-03-25T11:37:17+00:00 CARLA DENISE STURM carlasturm2008@hotmail.com Joéli Cristiane Petry joelipetry@hotmail.com Cleomara Toigo cleomaratoigo15@outlook.com Eduarda Banhara Bortolotto amduda2011@hotmail.com Leidimari Meneghini leidimarimeneghini@yahoo.com Marzelí Pauletti mzl_marze@hotmail.com <p>Trata-se de uma atividade de educação em saúde realizada com um grupo de trabalhadores em uma empresa do Extremo Oeste de Santa Catarina sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST's), durante o período de Estágio Supervisionado do curso de Enfermagem.&nbsp;</p> 2020-03-25T11:37:16+00:00 Copyright (c) 2020 CARLA DENISE STURM, Joéli Cristiane Petry, Cleomara Toigo, Eduarda Banhara Bortolotto, Leidimari Meneghini, Marzelí Pauletti https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23926 AVALIAÇÃO DO TAMANHO DE PARTÍCULAS DE SILAGEM DE MILHO EM PROPRIEDADES LEITEIRAS DO EXTREMO OESTE CATARINENSE 2020-04-06T13:43:11+00:00 Joziane Battiston joziane.battiston@unoesc.edu.br Andrei Pellegrini andreipellegrini2016@hotmail.com Leticia Biazussi biazussileticiam@gmail.com Angélica Link angelicalink@hotmail.com <p>A silagem de milho é um dos alimentos volumosos empregados em maior quantidade na alimentação de bovinos leiteiros. Existem vários fatores que devem ser observados, desde o plantio até armazenagem, para a produção de uma silagem de qualidade. O tamanho de partículas é um dos principais pontos a serem discutidos, pois possui interferência direta na digestibilidade e na efetividade da fibra no ambiente ruminal. Neste estudo, foram coletadas amostras aleatórias de silagem de milho produzidas por diferentes propriedades da região do Extremo Oeste Catarinense, para a determinação do tamanho de partícula por meio do método Penn State. Apenas 24% das amostras avaliadas apresentaram a fragmentação das partículas em conformidade com ao padrão estabelecido pela metodologia. Os maiores percentuais de amostras fora do padrão exigido pelo método foram observados para a peneira com malha de 1,18 a 8mm e para a peneira que retém partículas maiores que 19 mm. A avaliação do escore de fragmentação das partículas é uma estratégia que permite ajustes no processamento da silagem, possibilitando melhorias na digestibilidade e por consequência no desempenho dos animais.</p> 2020-04-06T13:43:10+00:00 Copyright (c) 2020 Joziane Battiston, Andrei Pellegrini, Leticia Biazussi, Angélica Link https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23941 AVALIAÇÃO DO MILHO PROVENIENTE DA REGIÃO CENTRO OESTE E SUL DO BRASIL 2020-04-06T13:45:13+00:00 Joziane Battiston joziane.battiston@unoesc.edu.br Wylliam Matheus Arend wylliam97@hotmail.com Bastião Osvino Wideck bastiaowk@gmail.com Alceu Cericato alceu.cericato@unoesc.edu.br <p>Neste trabalho objetivou-se classificar e avaliar a densidade, o teor de umidade, o percentual de grãos ardidos, a energia metabolizável e a concentração de fumonisinas e aflatoxinas do milho proveniente do Centro-Oeste e Sul do Brasil. Foram amostradas 24 cargas de milho destinadas a uma fábrica de rações do estado de Santa Catarina. Foram avaliadas 12 amostras de milho proveniente da região Centro-Oeste e 12 amostras da região Sul, totalizando 24 amostras. Após a correta amostragem analisou-se o peso do hectolitro, o teor de energia metabolizável, umidade, grãos ardidos e o nível de contaminação por aflatoxina e fumonisina através de kits apropriados para o leitor Elisa. As amostras da região Centro-Oeste apresentaram valores significativamente superiores aos da região Sul para as variáveis densidade, energia metabolizável, grãos quebrados, umidade e concentração de fumonisina. Já para as amostras provenientes da região Sul, obteve-se um maior percentual de grãos ardidos. As concentrações de aflatoxinas e de impurezas não diferiram entre as regiões. O milho proveniente da região Centro-Oeste apresenta maior teor energético que o da região Sul. Os maiores valores de fumonisinas obtidos para as amostras da região Centro-Oeste não impedem o emprego do cereal na alimentação animal.</p> 2020-04-06T13:45:12+00:00 Copyright (c) 2020 Joziane Battiston, Wylliam Matheus Arend, Bastião Osvino Wideck, Alceu Cericato