ARMAZENAMENTO PÓS-COLHEITA DE MELÃO MINIMAMENTE PROCESSADO E ARMAZENADO EM DIFERENTES EMBALAGENS: RELATO DE AULA PRÁTICA

Autores

  • Jéssica Colombo
  • Cristina Amanda Gomes
  • Claudia Klein

Resumo

O conhecimento do comportamento pós-colheita de frutos é de fundamental importância para saber como o mesmo irá se comportar e analisar suas características físico-químicas. O melão vem se destacando no mercado de frutos minimamente processados, o qual envolve várias operações e oferece um produto com características semelhantes ao fruto intacto e facilita consumo imediato. O presente trabalho teve por objetivo avaliar a conservação de melão minimamente processado com cortes em cubos e mandito em armazenamento refrigerado por 8 dias. Foram realizadas análises como padrão colheita e posterior ao tempo armazenado. Para sólidos solúveis totais e ratio todas as amostras tiveram aumento após o armazenamento, houve perda de massa para armazenamento em bandeja plastíca e baixa no pH para todas as embalagens, já para acidez titulável não houveram diferenças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-05-03

Como Citar

Colombo, J. ., Gomes, C. A. ., & Klein, C. (2022). ARMAZENAMENTO PÓS-COLHEITA DE MELÃO MINIMAMENTE PROCESSADO E ARMAZENADO EM DIFERENTES EMBALAGENS: RELATO DE AULA PRÁTICA. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 7, e30194. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/30194

Edição

Seção

Área das Ciências Agrárias – Artigos