REFLEXÕES SOBRE O DIAGNÓSTICO DE TRANSTORNO DE OPOSIÇÃO DESAFIANTE E SUAS IMPLICAÇÕES

Autores

  • Lucas Gomes Pereira UNOESC
  • Verena Augustin Hoch

Resumo

O presente resumo tem por objetivo refletir sobre o impacto do diagnóstico de Transtorno de Oposição Desafiante na relação da criança e escola, a partir de um relato sobre atendimentos  que foram realizados com um menino diagnosticado. Têm como objetivos específicos: compreender como a efetivação do diagnóstico interferiu na leitura, compreensão e nas atitudes tomadas para com o diagnosticado, pensando possibilidades mais centradas no menino. O trabalho se justifica pela importância existente em enfatizar o centramento da psicoterapia de uma maneira mais humana e centrada nas pessoas, olhando-as como um todo inseparável e não a partir de um recorte diagnóstico. Trata-se de uma pesquisa qualitativa exploratória, na qual será realizado um breve levantamento bibliográfico das obras de Carl Rogers como outros pensadores da Abordagem Centrada na Pessoa. Os atendimentos que foram realizados pelo estagiário — em virtude do componente da graduação: Estágio Curricular Supervisionado I, do curso de Psicologia — ocorreram no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) do munícipio de São Miguel do Oeste e serviram como base e inspiração para o desenvolvimento do presente resumo.

Downloads

Publicado

2021-12-14

Como Citar

Gomes Pereira, L., & Augustin Hoch, V. (2021). REFLEXÕES SOBRE O DIAGNÓSTICO DE TRANSTORNO DE OPOSIÇÃO DESAFIANTE E SUAS IMPLICAÇÕES. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 6, e29763. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/29763

Edição

Seção

Área das Ciências da Vida e Saúde – Resumos expandidos