CONCILIAÇÃO COMO INSTRUMENTO DE ACESSO À JUSTIÇA À LUZ DO PRINCÍPIO DA CELERIDADE PROCESSUAL E DA RAZOÁVEL DURAÇÃO DO PROCESSO

Autores

  • Rúbia Muniqui Trebien Unoesc
  • FERNANDA TRENTIN

Resumo

A presente pesquisa visa observar o instituto da conciliação à luz dos princípios da razoável duração do processo e da celeridade processual, com vistas a identificar se se trata de um efetivo meio de acesso à justiça. A pesquisa realizada é de cunho bibliográfico, com análise de dados obtidos no CNJ, adotando o método dedutivo para alcance do resultado final. Concluiu-se que, no que se refere ao tempo do processo, levando-se em conta a principiologia analisada, a conciliação é um importante e efetivo método de garantia do princípio da inafastabilidade do poder judiciário.

Downloads

Publicado

2021-12-01

Como Citar

Trebien, R. M., & TRENTIN, F. (2021). CONCILIAÇÃO COMO INSTRUMENTO DE ACESSO À JUSTIÇA À LUZ DO PRINCÍPIO DA CELERIDADE PROCESSUAL E DA RAZOÁVEL DURAÇÃO DO PROCESSO. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 6, e29745. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/29745

Edição

Seção

Área da Ciência Jurídica – Resumos