NÍVEIS NUTRICIONAIS E PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA DE Brachiaria ruziziensis E Brachiaria brizantha CV. MARANDU IMPLANTADAS NA REGIÃO OESTE DE SANTA CATARINA

Autores

  • Marina Ester Mantelli Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Joziane Battiston Unoesc
  • Claudia Klein Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

A região Oeste de Santa Catarina se destaca na bovinocultura leiteira, sendo a principal fonte de renda de diversas pequenas propriedades que conduzem a atividade, em sua maioria, à pasto. O objetivo do presente estudo foi avaliar a produção de matéria seca e os níveis nutricionais de duas espécies forrageiras, Brachiaria ruziziensis e Brachiaria brizantha cv. Marandu. As variáveis analisadas foram a matéria seca (MS), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), nutrientes digestíveis totais (NDT) e produção por hectare (kg/MS/ ha-1).  Foram observados teores de FDN de 51,52% e 53,65%, e teores de FDA de 27,56% e 28,65 para Marandu e ruziziensis de forma respectiva. Os teores de MS ficaram nas médias de 20,41%  e 21,69%,  e os valores de PB das cultivares em 11,98% e 13,48% para B. brizantha cv. Marandu, e Brachiaria ruziziensis, respectivamente. O déficit hídrico durante a realização do experimento reduziu o potencial produtivo das cultivares.

 

Downloads

Publicado

2021-10-25

Como Citar

Mantelli, M. E., Battiston, J., & Klein, C. (2021). NÍVEIS NUTRICIONAIS E PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA DE Brachiaria ruziziensis E Brachiaria brizantha CV. MARANDU IMPLANTADAS NA REGIÃO OESTE DE SANTA CATARINA. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 6, e29614. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/29614

Edição

Seção

Área das Ciências Agrárias – Artigos