PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA CULTIVAR DE TRIGO LENOX (TRITICUM AESTIVUM), SUBMETIDO A DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA

Autores

  • Mateus Mahl Mueller Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Astor Bündchen Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Joziane Battiston Unoesc
  • André Sordi Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Alceu Cericato Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

Este trabalho teve por objetivo avaliar a produção de matéria seca e a composição química da cultivar de trigo Lenox (Triticum aestivum), em diferentes épocas de semeadura. A implantação da cultivar ocorreu no mês de maio e de junho de 2020. Após as plantas atingirem a altura de corte, foram realizados cortes consecutivos a cada 21 dias. Foram avaliados parâmetros como o rendimento de matéria seca/hectare, teores de Fibra em Detergente Neutro, Fibra em Detergente Ácido, Proteína Bruta e Matéria Mineral da cultivar. Foi observado que o plantio em junho reduz a produção de MS/hectare da cultivar, além de reduzir os teores de PB em relação ao plantio em maio.

Downloads

Publicado

01-06-2021

Como Citar

Mahl Mueller, M., Bündchen, A., Battiston, J., Sordi, A., & Cericato, A. (2021). PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA CULTIVAR DE TRIGO LENOX (TRITICUM AESTIVUM), SUBMETIDO A DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA . Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 6, e27709. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/27709

Edição

Seção

Área das Ciências Agrárias – Artigos