PRINCIPAIS COMPLICAÇÕES DO TRATAMENTO HEMODIALÍTICO EM PACIENTES RENAIS CRÔNICOS E SUA IMPLICAÇÃO COM A ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM

  • Michel Júnior Miorelli ssp
  • Patrícia Sansigolo unoesc
  • Jennifer de Carvalho Guerra unoesc
  • Tainá Luiza Bervig unoesc
  • Carmelita Schneider unoesc

Resumo

A Doença Renal Crônica desenvolve-se devido à perda progressiva e irreversível das funções dos rins, resultando no desequilíbrio homeostático do organismo, devido a adaptações desempenhadas para suprir a diminuição da função renal. Por isso, no estágio final da doença, é fundamental a utilização de Terapia Renal de Substituição para homeostase do organismo e purificação artificial do sangue.

Publicado
23-12-2020
Como Citar
Miorelli, M. J., Sansigolo, P. ., de Carvalho Guerra, J. ., Bervig, T. L. ., & Schneider, C. . (2020). PRINCIPAIS COMPLICAÇÕES DO TRATAMENTO HEMODIALÍTICO EM PACIENTES RENAIS CRÔNICOS E SUA IMPLICAÇÃO COM A ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 5, e27134. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/27134
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Resumos expandidos