A GERAÇÃO MASSIVA DE LIXO ELETRÔNICO E A EFETIVIDADE DA POLÍTICA DE LOGÍSTICA REVERSA NO BRASIL

  • ALINE PAULUS Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • VANESSA LOPES DA LUZ Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

O presente artigo propõe-se a investigar o tema da geração massiva de lixo eletrônico, tendo como problema a análise da efetividade da política de logística reversa no Brasil. Os objetivos pretendidos com o presente artigo se constituem em dimensionar a supergeração de resíduos eletrônicos e as consequências ambientais causadas pelo descarte incorreto deste tipo de lixo no meio ambiente, bem como explanar a política de logística reversa e seus instrumentos que objetivam  retirar do meio ambiente os resíduos eletrônicos, além de analisar se a política de logística reversa está se mostrando efetiva quanto a diminuição do lixo eletrônico descartado de forma incorreta no Brasil. O método de abordagem foi o indutivo, com diversificada pesquisa bibliográfica, e com a análise de legislações, doutrinas, artigos publicados em revistas científicas e na internet, bem como trabalhos de conclusão de curso e dissertações de mestrado. Chega-se à conclusão de que a política de logística reversa ainda não é aplicada de modo satisfatório, no instante em que sua implementação e operacionalização não são fiscalizadas, e há uma decadência de incentivos governamentais para aderência ao sistema. 

Palavras-chave: Lixo eletrônico. Descarte inadequado. Logística reversa. Resíduos sólidos.

Publicado
23-12-2020
Como Citar
PAULUS, A., & LOPES DA LUZ, V. (2020). A GERAÇÃO MASSIVA DE LIXO ELETRÔNICO E A EFETIVIDADE DA POLÍTICA DE LOGÍSTICA REVERSA NO BRASIL. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 5, e26828. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/26828
Edição
Seção
Área da Ciência Jurídica – Artigos