CRESCIMENTO DO MILHO SUBMETIDO A APLICAÇÕES DE NITROGÊNIO

  • André Sordi Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Guilherme Bernardi
  • Luis Guilherme Marodin
  • Marciano Dai Prai

Resumo

O milho pode ser considerado uma das culturas de maior importância no país, tanto economicamente quanto nutricionalmente. O nitrogênio é imprescindível para garantir a produção, sendo um dos fatores mais limitantes para o aumento da produtividade da cultura. Este estudo teve como objetivo avaliar a altura e número de folhas de plantas de milho submetida a uma aplicação de nitrogênio em cobertura no estádio fenológico V4, nas doses de 0, 55, 110, 165 e 220 kg ha-¹. O experimento foi realizado na cidade de Santo Antônio do Sudoeste – PR, em vasos cilíndricos com volume de 2 litros, à quatro centímetros de profundidade, utilizando três sementes por vaso. Foi utilizado o delineamento experimental inteiramente casualizado (DIC), os resultados foram submetidos à análise de variância e a comparação de médias pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade de erro. As doses de 165 kg ha-¹ e 220 kg ha-¹ apresentaram maior altura de plantas de maneira equivalente. As doses de 55 kg ha-¹ e 110 kg ha-¹ não diferiram estatisticamente entre si, sendo a testemunha que apresentou menor altura de plantas. A dose de 165 kg ha-¹ apresentou maior número de folhas, não diferindo estatisticamente da dose de 220 kg ha-¹.

Biografia do Autor

André Sordi, Universidade do Oeste de Santa Catarina
Engenheiro Agrônomo. Msc em Ciências do Solo.
Publicado
13-08-2020
Como Citar
Sordi, A., Bernardi, G. ., Marodin, L. G. ., & Dai Prai, M. . (2020). CRESCIMENTO DO MILHO SUBMETIDO A APLICAÇÕES DE NITROGÊNIO. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 5, e25128. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/25128
Edição
Seção
Área das Ciências Agrárias – Artigos