A (IM)POSSIBILIDADE DE ADOÇÃO POR FAMILIA ACOLHEDORA

  • Sabrina Amanda Tosin UNOESC
  • Elaine Julliane Chielle

Resumo

ANUÁRIO PESQUISA E EXTENSÃO UNOESC SÃO MIGUEL DO OESTE - 2020
A (IM)POSSIBILIDADE DE ADOÇÃO POR FAMÍLIA ACOLHEDORA
TOSIN, Sabrina Amanda
CHIELLE, Elaine Julliane
Resumo
O presente artigo trata-se da (im)possibilidade de adoção por família acolhedora, isso porque atualmente a legislação brasileira não permite por diversos argumentos, porém, na prática, é criado laços afetivos muito grande e diversas vezes, os acolhidos ficam muito mais tempo do que permite a lei. Além disso, deve ser levado em conta o fator idade, pois muitas vezes, o menor volta para a fila da adoção e fica até completar seus 18 anos, ou seja, impossibilitando de ser incluído na família acolhedora definitivamente, nesse viés, é analisado o melhor interesse da criança e adolescente e proteção integral, dessa forma podendo garantir o que a Constituição Federal dispõe. .
Palavras-chave: Adoção. Acolhimento Familiar. Família acolhedora
sabrina.tosin@hotmail.com.

Publicado
15-06-2020
Como Citar
Tosin, S. A., & Chielle, E. J. (2020). A (IM)POSSIBILIDADE DE ADOÇÃO POR FAMILIA ACOLHEDORA . Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 5, e24404. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/24404
Edição
Seção
Área da Ciência Jurídica – Resumos