DEFICIÊNCIA AUDITIVA E PSICOLOGIA

  • Fernanda Carina Preuss Univerdade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC Campus: São Miguel do Oeste
  • Débora Rosa UNOESC
  • Sara Tainá de Lazzari UNOESC
  • Vanuza Machado

Resumo

A Deficiência Auditiva, segundo Brito e Dessen (1997), é um tipo de privação
sensorial que consiste na perda parcial ou total da audição, causada por
má-formação – causa genética –, lesão na orelha e nas estruturas que
compõem o aparelho auditivo, exposição a ruídos e também pelo
envelhecimento. Na maioria dos casos a perda auditiva se desenvolve
gradualmente e os sintomas são difíceis de serem identificados, falar
resmungando, ter dificuldades ao ouvir outras pessoas, podem ser alguns
sinais.

Biografia do Autor

Fernanda Carina Preuss, Univerdade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC Campus: São Miguel do Oeste

Acadêmica do curso de Psicologia e estagiária da Unidade Básica de Saúde de Princesa.

Publicado
18-05-2020
Como Citar
Preuss, F. C., Rosa, D., Tainá de Lazzari, S., & Machado, V. (2020). DEFICIÊNCIA AUDITIVA E PSICOLOGIA. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 5, e24190. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/24190
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Resumos expandidos