E COMO FICAM NOSSOS DESEJOS? UM OLHAR PSICANALÍTICO SOBRE A PANDEMIA DO COVID-19.

  • Fernanda Carina Preuss Univerdade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC Campus: São Miguel do Oeste
  • Eduardo Diego Perotti UNOESC
  • Anderson Luis Schuk

Resumo

Este artigo procura estudar a aproximação teórica dos desejos em relação ao enfrentamento da pandemia do coronavírus, visto que a articulação deste conceito desencadeia formulações pares com a psicanálise. O objetivo deste trabalho partiu da organização dos conceitos reconhecidos em tempo de pandemia, bem como sua articulação com os pressupostos teóricos psicanalíticos realizados a partir de Freud e exposições pós-freudianas. Salientando abordar reflexões reais a partir da conjuntura atual, desse modo possível de afirmar que os efeitos deste cenário constituem sujeitos livres, subjetivos e portanto desejantes. Tal propõem mediante a analise textual explorar a organização da dinâmica das relações desejantes, instituídas nos aspectos narcísicos da ordem inconsciente, propondo o desenvolvimento de um olhar reflexivo frente as manifestações desenfreadas por conta do isolamento social.

Biografia do Autor

Fernanda Carina Preuss, Univerdade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC Campus: São Miguel do Oeste

Acadêmica do curso de Psicologia e estagiária da Unidade Básica de Saúde de Princesa.

Publicado
13-05-2020
Como Citar
Preuss, F. C., Perotti, E. D., & Luis Schuk, A. (2020). E COMO FICAM NOSSOS DESEJOS? UM OLHAR PSICANALÍTICO SOBRE A PANDEMIA DO COVID-19. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 5, e24162. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/24162
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Artigos