AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA SILAGEM DE MILHETO SUBMETIDA A APLICAÇÃO DO ÁCIDO PROPIÔNIO E INOCULANTE MICROBIANO EM DIFERENTES PERÍODOS DE FERMENTAÇÃO

  • Joziane Battiston Unoesc
  • Leonardo Francisco Cagnini Unoesc
  • Alessadro Hanzen Roos
  • Ivo Rogério Griebeler

Resumo

Este estudo teve por objetivo avaliar os efeitos de diferentes aditivos adicionados na silagem de milheto sobre a composição química em diferentes épocas de abertura do silo. O experimento foi realizado na região Oeste de Santa Catarina. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados (DBC). Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância e a comparação de médias pelo teste de Tukey (P≤0,05). A utilização dos diferentes aditivos não influenciou nos teores de Matéria Seca (MS), Fibra em Detergente Neutro (FDN) e Proteína Bruta (PB). A MS e a FDN foram influenciadas pelo período de fermentação, houve um decréscimo dos teores de ambas as frações conforme aumentou o período de fermentação. Os teores da variável PB reduziram com o aumento dos dias de fermentação. Para a variável Fibra em Detergente Ácido (FDA), o inoculante bacteriano apresentou os melhores resultados quando o silo foi aberto com 7 e 14 dias de fermentação. A provável resposta para a não observação de efeitos favoráveis do ácido propiônico em comparação com o inoculante e o tratamento controle, reside no alto teor de umidade que as plantas apresentavam no momento de ensilagem, indicando que 24 horas de secagem antes da ensilagem é insuficiente para reduzir a umidade do material. 

Publicado
04-05-2020
Como Citar
Battiston, J., Cagnini, L. F., Hanzen Roos, A. ., & Griebeler, I. R. . (2020). AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA SILAGEM DE MILHETO SUBMETIDA A APLICAÇÃO DO ÁCIDO PROPIÔNIO E INOCULANTE MICROBIANO EM DIFERENTES PERÍODOS DE FERMENTAÇÃO. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 5, e24080. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/24080
Edição
Seção
Área das Ciências Agrárias – Artigos