GRUPOS DE ENCONTRO EM UM CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL A PARTIR DA ABORDAGEM CENTRADA NA PESSOA

  • Maria Carolina Schmitz Rambo Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Verena Augustin Hoch

Resumo

O presente artigo tem como objetivo explanar a partir de referenciais teóricos a realização de grupos de encontro com base na Abordagem Centrada na Pessoa, de Carl Rogers, e relacioná-la à experiência de grupos com crianças e adolescentes em um Centro de Referência de Assistência Social – CRAS. Os grupos facilitados e estudados para esta pesquisa foram criados para a campanha de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, nos quais os participantes foram crianças e adolescentes incluídos nos Grupos de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV do CRAS. Os grupos foram criados com assuntos a serem abordados já definidos, o que dificulta um dos pressupostos da abordagem, que é a não-diretividade. Desta forma, após apresentar o significado e surgimento de grupos de encontro na abordagem centrada na pessoa, bem como definir suas modalidades e processos, buscar-se-á compreender como se manifesta o movimento de facilitar o grupo seguindo a abordagem de Rogers, de acordo com as perspectivas e realidades descritas.

Publicado
22-10-2019
Como Citar
Rambo, M. C. S., & Augustin Hoch, V. (2019). GRUPOS DE ENCONTRO EM UM CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL A PARTIR DA ABORDAGEM CENTRADA NA PESSOA. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 4, e23214. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/23214
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Artigos