Conservação de cubos de abacaxi submetidos a diferentes embalagens em refrigeração

  • Weslei Adriano Schaeffer
  • Vinicíus Garlet Durigon
  • Claudia Klein

Resumo

A comercialização da fruta do abacaxi, quando se trata de exportação, transporte e armazenamento é deficiente, porém sabe-se que a nova demanda por pesquisas na área de pós-colheita de diversos frutos e legumes, nos apresentou novas técnicas as quais buscamos efetivá-las no dia a dia do mercado brasileiro, consequentemente apresentando um alimento mais nutritivo e com boa aceitação dentre os consumidores. Dentro dos objetivos deste trabalho, está determinar alguns dos efeitos apresentados pelas embalagens utilizadas atualmente quando o fruto é refrigerado e minimamente processado. Adotou-se variáveis de pH, acidez total titulável (ATT), sólidos solúveis totais (SST) e % de perda de massa. O fruto do Abacaxi foi cortado em cubos, e acondicionado em três diferentes embalagens, Saco Plástico, Saco vedado e Pote Plástico, em temperatura de 0,8 ºC por 21 dias. A adoção da embalagem de saco zip apresentou melhor eficiência, essa possibilitou uma melhor aparência do fruto e variáveis positivas, em relação às demais embalagens testadas. As três embalagens apresentaram resultados negativos para variáveis de pH e sólidos solúveis totais (SST).

Publicado
12-06-2019
Como Citar
Schaeffer, W. A., Durigon, V. G., & Klein, C. (2019). Conservação de cubos de abacaxi submetidos a diferentes embalagens em refrigeração. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 4, e21091. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/21091
Edição
Seção
Área das Ciências Agrárias – Artigos