A VISITA DOMICILIAR E O PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA

  • Caroline Kochenborger Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus São Miguel do Oeste http://orcid.org/0000-0001-9615-7691
  • Fernanda Luiza Bühring, SC UNOESC
  • Ângela Maria Bavaresco, SC UNOESC

Resumo

A família é o berço onde os seus membros passam maior parte de suas vidas, indiferente da dinâmica da mesma, nunca deixará de ser “família” com um vínculo saudável ou não. Quando uma família necessita a intervenção de profissionais de saúde, não são membros isolados com problemas, mas todo um sistema que está sendo afetado com uma situação ou processo. Neste sentido, não é possível compreender integralmente a família sem levar em conta o meio em que ela se desenvolve e a dinâmica que possui, para maior proximidade com a singularidade de cada família a visita domiciliar torna-se um momento de contato com a subjetividade daquele sistema familiar em específico, sendo uma prática que leva o profissional de saúde ao contato com a vivência do usuário, aproximando as ações da equipe multidisciplinar à realidade das famílias atendidas, ocasionando maior entendimento do contexto subjetivo que aqueles indivíduos se inserem e interagem.

Publicado
23-04-2019
Como Citar
Kochenborger, C., Bühring, F. L., & Bavaresco, Ângela M. (2019). A VISITA DOMICILIAR E O PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc São Miguel Do Oeste, 4, e20539. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/20539
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Resumos expandidos