MONITORAMENTO DE SALMONELLA SPP. NO RIO DAS PEDRAS

Resumo

Os rios recebem grande quantidade de dejetos e contaminantes por escoação superficial. Muitos deles podem conter agentes que causam patologias nos seres humanos e animais, como é o caso da bactéria Salmonella spp. O objetivo deste estudo foi verificar a presença de Salmonella spp no Rio das Pedras, localizado em Videira - Santa Catarina. Foram realizadas três coletas com intervalo de um mês em quatro pontos do rio, dois na área rural e dois na área urbana. As coletas foram realizadas com método de arraste, no qual uma tira de gaze de algodão estéril de 1 metro, dobrada em quatro partes e amarrada com barbante de algodão foi submersa no leito do rio e mantida por 24 horas, de forma que a água corrente entrasse em contato contínuo com o tecido e as partículas suspensas a ele se aderissem. O método de detecção utilizado foi o ISO 6579-1:2017. Na primeira coleta 50% das amostras apresentaram Salmonella spp, ambas da área rural, e na segunda e terceira coleta todas as amostras apresentaram ausência do patógeno. Os dados obtidos demonstraram que o patógeno está presente na água do Rio das Pedras, significando um risco à saúde pública de quem utiliza sua água sem o devido tratamento.

Palavras-chave: Salmonella. Análise da Água. Contaminação Fluvial.

Publicado
21-12-2020
Como Citar
Perazzoli, E., Savariz, A., & Degenhardt, R. (2020). MONITORAMENTO DE SALMONELLA SPP. NO RIO DAS PEDRAS. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Joaçaba, 5, e27122. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeuj/article/view/27122
Edição
Seção
Área das Ciências da Vida e Saúde – Artigos