APROPRIAÇÃO DO ESPAÇO URBANO COMO LEGITIMAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS

sociabilidade empregada no município de Chapecó, Santa Catarina.

Resumo

Segundo o Dicionário Aurélio (1986) urbano vem do Latim, “urbanus” significa “pertencente à cidade”. O meio urbano está associado à vida na cidade, os indivíduos que nela habitam, suas edificações e espaços de usufruto coletivo e privado. Busca-se então através de uma pesquisa bibliográfica, entender como surgiu a problemática da dinâmica social em meio ao modo de urbanização capitalista desregrada. Elucida-se também um levantamento teórico sobre o papel social dos espaços públicos através de estudos de caso em Chapecó - SC, evidenciando estratégias encontradas para a manutenção e vitalidade destes espaços. Demostrando como tais questões estão conectadas ao modo de uso e a relação para com a comunidade; quando comparado uso e aproporiação de praças, parques urbanos e espaços públicos, entende-se a importância social desses locais como uma ferramenta pública de democratização das suas cidades. Assim para a viabilidade de manutenção desses equipamentos, necessidade de assegurar acesso livre e democratização aponta-se um novo papel ao Estado como um agente direto e funcional, rompendo com submissão aos interesses privados, universalizando o direito à cidade junto a políticas públicas.
Palavras-chave: Espaço Público. Apropriação Pública. Políticas Públicas.

Biografia do Autor

Leonardo Dlugokenski, Universidade do Oeste de Santa Catarina
Mestre em história e atual docente da disciplinas denominadas História das Instituições Jurídicas, Filosofia Jurídica e Antropologia Jurídica da Universidade do Oeste de Santa Catarina.
Publicado
11-08-2020
Como Citar
Dlugokenski, L., & Menegatti, L. (2020). APROPRIAÇÃO DO ESPAÇO URBANO COMO LEGITIMAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS: sociabilidade empregada no município de Chapecó, Santa Catarina. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Chapecó, 5, e25101. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeucco/article/view/25101
Edição
Seção
Área das Ciências Exatas e Tecnológicas – Artigos