SOROPREVALÊNCIA DO VÍRUS DA LEUCOSE ENZOÓTICA BOVINA EM REBANHOS DA REGIÃO SUDOESTE DO ESTADO DO PARANÁ, BRASIL

  • José Xavier da Rocha
  • Adelina Rodrigues Aires
  • Ricardo Xavier da Rocha
  • Carolina Amaral
  • Abilio Trindade Galvão
  • José Luiz da Silva Carpes
  • Marta Lizandra Leal

Resumo

Em um sistema de produção de leite vários fatores interferem para o sucesso da atividade; a sanidade e o monitoramento de doenças é um dos pontos mais importantes dentro de uma propriedade rural. Um manejo adequado busca realizar a avaliação e prevenção de doenças por meio da sorologia para o monitoramento de doenças. Nesse contexto, foi realizado este estudo em que se identificou a prevalência de Leucose Enzoótica Bovina em rebanhos da região Sudoeste do Paraná. Para isso, foi realizado um levantamento em 10 cidades desta região totalizando 1.706 amostras coletadas oriundas de animais com idade superior a quatro anos direcionados a financiamentos bancários, evitando a coleta de animais já doentes. Ao final do estudo se identificou um número elevado de animais sorologicamente positivos, o que mostra a necessidade de se investir em ferramentas de monitoramento de rebanho, tal como a prevenção da Leucose Enzoótica Bovina.

Palavras-chave: Bovinos. Leucose. Imunodeficiência. Deltavirus.

Publicado
27-05-2014