https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/issue/feed Unoesc & Ciência - ACSA 2018-12-20T11:37:17+00:00 Tânia M. dos Santos Nodari tania.nodari@unoesc.edu.br Open Journal Systems <p>E ISSN 2178-3446</p> https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/20052 Folha de Rosto 2018-12-20T11:37:09+00:00 admin Caren Scalabrin editora@unoesc.edu.br Folha de Rosto 2018-12-20T11:37:09+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/20051 Editorial 2018-12-20T11:37:09+00:00 Tânia Maria dos Santos Nodari tania.nodari@unoesc.edu.br 2018-12-20T11:37:09+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/16832 (Im)Possibilidade do direito ao esquecimento em âmbito virtual 2018-12-20T11:37:10+00:00 Alexandra Vanessa Klein Perico alexandra.perico@unoesc.edu.br Felipe Sasso sassofelipe@gmail.com <p>No presente trabalho debruça-se sobre a possibilidade ou não do direito ao esquecimento em âmbito virtual. Discorre-se sobre a Constituição Brasileira de 1988, o direito à liberdade, à intimidade e à liberdade de imprensa. Por fim, verifica-se a dimensão dos Direitos Fundamentais (três dimensões básicas), seguindo-se com o estudo sobre a técnica da ponderação de Robert Alexy. Ainda, o estudo se realizou sobre o direito ao esquecimento e julgados relevantes sobre tal tema. Para finalizar, menciona-se a Lei do Marco Civil na Internet e o Decreto n. 8.771/2016, que a regulamenta. Conclui-se pela impossibilidade do direito ao esquecimento em âmbito virtual.<strong></strong></p><p>Palavras-chave: Direito ao esquecimento. Internet. Lei do Marco Civil.</p> 2018-12-20T11:37:10+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/16771 A percepção de empresas produtoras de ração para animais de corte do Rio Grande do Sul e Paraná acerca da importação de enzimas exógenas provenientes da China 2018-12-20T11:37:10+00:00 Daiane Pavan daiane.pavan@unoesc.edu.br Mauren Schneider maurenschneider@yahoo.com.br <p>O comércio exterior é uma estratégia utilizada nas organizações a fim de expandir seus mercados e buscar novas oportunidades. Entretanto, o mercado internacional demanda atenção, cuidados e preparação da empresa para realizar bons negócios. A partir desse contexto, o objetivo geral deste trabalho foi analisar a percepção de empresas produtoras de ração para animais de corte do Rio Grande do Sul e Paraná acerca da importação de enzimas exógenas provenientes da China. As enzimas exógenas são utilizadas nas fórmulas de ração para animais de corte, a fim de prevenir algumas doenças, melhorar os níveis de crescimento e conversão alimentar, evitar o uso de antibióticos, entre outros. A pesquisa caracteriza-se como quantitativa, e utilizou o questionário estruturado como instrumento de coleta de dados, no método <em>survey</em>. A análise dos dados coletados foi por meio da análise descritiva. Os resultados encontrados denotam que a percepção das empresas em relação às enzimas exógenas importadas da China é no geral positiva, e pode ser melhorada em decorrência da relação dos mercados entre os países e de fatores considerados importantes pelos respondentes.</p><p>Palavras-chave: Comércio exterior. Importação.</p> 2018-12-20T11:37:10+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/16761 A sustentabilidade ambiental nas empresas do ramo industrial da ACIOC 2018-12-20T11:37:11+00:00 Regina Oneda Mello regina.mello@unoesc.edu.br André Vesoloski andre_vesoloski@outlook.com Ardinete Rover ardinete.rover@unoesc.edu.br Luciana Aparecida Nunes luciana.nunes@unoesc.edu.br <p>O principal propósito desta pesquisa foi identificar as práticas de sustentabilidade ambiental adotadas pelas indústrias do setor metalmecânico dentro do quadro de associados da Associação Comercial e Industrial do Oeste Catarinense (ACIOC). A pesquisa do tipo qualitativa, com recorrências a técnicas quantitativas, teve como população/amostra oito gestores de empresas do setor industrial metalúrgico, cadastrados na ACIOC de Joaçaba, que abrange os municípios de Luzerna, Joaçaba e Herval d’Oeste. Para a coleta de dados primários utilizou-se um questionário semiestruturado. A análise ocorreu com base na análise estatística. Os resultados apontam que das oito empresas analisadas, sete são classificadas como metalúrgicas, apenas duas empresas possuem certificação, uma tem ISO 9001, e a outra possui ISO 14001. Das oito empresas analisadas, duas afirmam já ter participado de programas que visam a boas práticas de gestão ambiental. Dos resíduos gerados, sete afirmam que geram metais; metade desses resíduos gerados é revendida. Sete delas possuem iniciativas de redução dos impactos ambientais.</p><p>Palavras-chave: Sustentabilidade ambiental. ACIOC. Indústrias.</p> 2018-12-20T11:37:11+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/16824 A utilização de tecnologia e inovação na gestão de propriedades rurais e sua relação com a produtividade e rentabilidade 2018-12-20T11:37:12+00:00 Rodrigo André Fernandes rodrigo.fernandes@unoesc.edu.br Juglans Aimi Severo juglans.severo@unoesc.edu.br Leonardo Willian Antunes leonardo.antunes@unoesc.edu.br <p>O Brasil tem na produção primária sua base de desenvolvimento da economia, e na região Meio-Oeste de Santa Catarina essa condição não é diferente. As atividades desenvolvidas nas propriedades rurais demandam estudos e pesquisas que até então se centravam em estudos técnicos de produção, ficando a gestão da propriedade em segundo plano. A percepção da propriedade rural como organização, com recursos humanos, tecnológicos, econômicos e/ou financeiros direcionados ao atendimento de objetivos, torna-se uma premissa para otimizar a competitividade e a sustentabilidade da propriedade rural. Neste estudo objetivou-se analisar a utilização de fundamentos e ferramentas de gestão e inovação no gerenciamento de propriedades rurais nos Municípios de Capinzal, Ouro e Zortéa. Por meio da técnica de pesquisa qualitativa pôde-se perceber que a utilização de ferramentas gerenciais ainda é uma condição que está começando na região, porém nas propriedades onde os gestores possuem maior grau de instrução e utilizam softwares gerenciais ou planilhas eletrônicas, são percebidas melhorias nas atividades produtivas da propriedade rural.</p><p>Palavras-chave: Agronegócio. Gestão. Inovação.</p> 2018-12-20T11:37:12+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/15924 Análise do resultado financeiro gerado pela utilização da modalidade pregão 2018-12-20T11:37:12+00:00 Marcio Roberto Piccoli marcio.piccoli@unoesc.edu.br Jovana Bulgarelli jovana-bulgarelli@hotmail.com Clarita Rossetti claritaolivo@gmail.com <p>O pregão é uma das seis modalidades licitatórias existentes no Brasil, destacando-se pela inversão de fases e por ser uma forma menos burocrática para aquisição de bens e serviços comuns. Ressalta-se que com a utilização dessa modalidade a Administração Pública tem a possibilidade de manter as aquisições necessárias e ao mesmo tempo influenciar o resultado financeiro, buscando-se a proposta mais vantajosa mediante a competição entre os participantes do certame. Nesta pesquisa teve-se como objetivo analisar o impacto financeiro gerado pela utilização dessa modalidade na Prefeitura Municipal de Joaçaba. No trabalho utiliza-se abordagem qualitativa da pesquisa exploratória, sendo que o levantamento de dados foi realizado com base em dados disponibilizados no Portal de Transparência Municipal.  Constatou-se que a utilização da modalidade pregão foi benéfica para o Município de Joaçaba, gerando economia e, consequentemente, influenciando no gerenciamento das finanças públicas de maneira eficaz.  </p><p>Palavras-chave: Pregão. Finanças públicas. Licitação.</p> 2018-12-20T11:37:12+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/16100 Avaliação dos métodos e procedimentos de mensuração de custos: um estudo de caso em transportadoras rodoviárias de cargas nos Municípios de Machadinho, RS e Treze Tílias, SC 2018-12-20T11:37:13+00:00 Cristiano Luiz Bortolanza cristiano.bortolanza@gmail.com Fabrício Taufer bigo.taufer@hotmail.com André Carlos Einsweiller andrecarlos_e@yahoo.com.br <p>O controle dos custos possui influência significativa no resultado final das empresas. Deve-se, portanto, utilizar práticas adequadas no momento da construção dessas informações, as quais os gestores utilizam em sua tomada de decisão. Lembrando também que o transporte rodoviário de cargas é um meio que possui grande importância para o deslocamento de materiais, sendo o modo mais utilizado dentro do País. Neste trabalho utiliza-se a abordagem quantitativa e qualitativa da pesquisa de campo e os procedimentos do estudo de caso e da pesquisa exploratória e descritiva. A relevância deste estudo está no fato de avaliar os métodos e procedimentos utilizados para mensuração dos custos, cujos resultados poderão contribuir para o aperfeiçoamento da gestão dos custos que, por consequência, maximizará os resultados da empresa. O estudo demonstrou todos os variados métodos utilizados pelos gestores de ambas as cidades, e foram encontrados diversos tipos de avaliação e mensuração de custos; porém alguns não foram localizados na literatura pelo fato dos diferenciados níveis de conhecimento na área de custos pelos gestores.</p><p>Palavras-chave: Controle dos custos. Transporte rodoviário de cargas. Resultados.</p> 2018-12-20T11:37:13+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/16608 Disclosure das informações relacionadas ao capital intelectual nas empresas de capital aberto da região Sul do Brasil 2018-12-20T11:37:13+00:00 Kaila Cristina Wolsteine kakaukrys@gmail.com Sabrina Nascimento sabnascimento@gmail.com <p>O estudo teve como objetivo principal analisar o <em>disclosure</em> das informações relacionadas ao Capital Intelectual (CI) nas empresas de capital aberto da região Sul do Brasil que negociaram suas ações na BMF&amp;Bovespa no período de 2008 a 2010. A amostra do estudo é formada por 13 empresas listadas pela Revista Exame, Melhores e Maiores da edição de 2010, com sede na região Sul e que negociam suas ações na BMF&amp;Bovespa. Destaca-se que o critério de seleção adotado se deve à acessibilidade das informações das companhias que negociam suas ações. Na metodologia optou-se por uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa e quantitativa. A fonte de coleta de dados configura-se como secundária, por utilizar os Relatório da Administração (RAs) das empresas pesquisadas, e os instrumentos de coleta de dados foram uma matriz de análise de conteúdo na qual foram quantificadas as informações constantes nesses relatórios. Os achados do estudo revelam que, apesar do empenho das companhias em evidenciar seus ativos intangíveis, houve diminuição quanto ao número de evidenciações de dados referentes ao CI no período de 2007 a 2010. Notou-se que a forma narrativa é a mais utilizada para a apresentação dos dados no <em>disclosure</em>, relacionando-se tal fato ao receio de se estar entregando aos concorrentes dados importantes da empresa. A sugestão final do estudo está na continuidade do tema para análise em trabalhos futuros, utilizando-se da mesma metodologia ou amostra, porém, nos anos subsequentes a essa pesquisa.</p><p>Palavras-chave: <em>Disclosure</em>. Capital Intelectual. Relatórios da administração. </p> 2018-12-20T11:37:13+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/17635 Distribuição da riqueza produzida pela cooperativa como fator de desenvolvimento regional: um estudo da cooperativa central aurora na região Meio-Oeste catarinense 2018-12-20T11:37:14+00:00 Ardinete Rover ardinete.rover@unoesc.edu.br Ademir Proner ademir.proner@unoesc.edu.br Maurício de Jesus Cevey mauricio.cevey@unoesc.edu.br <p>O sistema cooperativista possui relevância no desenvolvimento das potencialidades regionais no âmbito econômico-social do Oeste de Santa Catarina. Este artigo é fruto de uma pesquisa de iniciação científica financiada pelo artigo 170 da Constituição do Estado de Santa Catarina e teve como escopo um estudo do impacto do cooperativismo no movimento econômico, tendo como amostra a Cooperativa Central Aurora Alimentos na Unidade de sua abrangência de Joaçaba. O objetivo foi levantar os impactos que essa Unidade da Cooperativa pode trazer à construção de processo de desenvolvimento sustentável da região. Trata-se de uma pesquisa exploratória, descritiva, e estudo de caso com análise documental. Os resultados coletados da investigação apontam que a empresa Cooperativa Central Aurora Alimentos se preocupa com uma produção sustentável, além de remunerar toda a cadeia produtiva. Dessa forma, conclui-se que é notória a influência da indústria cooperativa ao seu entorno, promovendo um equilíbrio no sistema por meio do retorno do valor agregado na região de inserção.</p><p>Palavras-chave: Cooperativa. Valor agregado. Desenvolvimento regional.</p> 2018-12-20T11:37:14+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/17652 O Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal da Unoesc Joaçaba como meio de acesso à cidadania 2018-12-20T11:37:15+00:00 Marcia Marcondes Diniz de Freitas marcia.freitas@unoesc.edu.br Ardinete Rover ardinete.rover@unoesc.edu.br Ricardo de Deus e Silva ricardo.ds10@hotmail.com Ivonez Xavier de Almeida ivonez.almeida@unoesc.edu.br <p>O presente relato de experiência trata da implementação de projeto de extensão social sobre Educação Fiscal, pelo curso de Ciências Contábeis, por meio do Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF), convênio entre a Receita Federal do Brasil e a Universidade do Oeste de Santa Catarina, nas escolas públicas estaduais de ensino médio de Joaçaba e Vargem Bonita. Foram envolvidos professores e acadêmicos dos Cursos de Ciências Contábeis e Direito de Joaçaba. Foram atingidos entre 200 e 250 alunos de ensino médio. A abordagem foi qualitativa e quantitativa. O resultado mostrou que há urgência em se discutirem os assuntos tributários abordados, com participação ativa dos alunos. A didática adotada foi dinâmica para promover diálogo e questionamentos, e a cooperação interinstitucional é relevante para a aproximação do Estado-cidadão.</p><p>Palavras-chave: Educação fiscal. Unoesc. Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF). Receita Federal do Brasil.</p> 2018-12-20T11:37:15+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/16605 O rádio e a influência das novas mídias 2018-12-20T11:37:15+00:00 Rodrigo dos Santos Gonçalves r8comunicacaomkt@gmail.com Paulo Ricardo dos Santos paulo.santos@unoesc.edu.br <p class="Normal1">A evolução do rádio depende em grande parte não apenas dos contextos culturais de um país, mas também do desenvolvimento social, político e econômico das sociedades. Somado a isso, ela acontece no intercâmbio com todas as outras formas de mídia, e esse é o motivo pelo qual não há uma evolução do rádio que seja isolada ou universal. O rádio, como meio de comunicação de massa, é agente transformador da sociedade e formador de opinião pública, assim, deve estar em constante renovação e evolução tecnológica para atender às exigências e preencher as lacunas do mercado consumidor. Com este artigo buscou-se compreender a trajetória desse veículo desde a sua origem, no século XIX, até a era da digitalização, pois são as experiências do passado que permitem compreender os novos formatos tecnológicos que despontam na sociedade atual e tornam possível delinear o perfil do ouvinte de rádio da Cidade de Joaçaba, SC, na atualidade. Nesse caso nota-se que o aparelho de rádio convencional não está mais sozinho como era antes. No entanto, em Joaçaba a pesquisa mostrou que o rádio ainda é uma das principais mídias utilizadas, especialmente o rádio convencional, e que os consumidores de rádio não migraram em grande massa a outros meios concorrentes, sejam eles de <em>streaming</em>, sejam de <em>gadgets</em>. Certamente, todas essas mudanças que se avizinham vão determinar uma nova maneira de se fazer rádio, bastante diferente das atuais. Mas o público ainda é, também, imigrante digital. Porém, daqui a alguns anos, as gerações genuinamente digitais passarão a ter acesso às mídias e irão desejar e exigir novos formatos de programação e novas formas de se interagir com o veículo.</p><p class="Normal1">Palavras-chave:<strong> </strong>Rádio. Marketing digital. <em>Streaming</em> de rádio.</p> 2018-12-20T11:37:15+00:00 ##submission.copyrightStatement## https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/16909 Qualidade de vida e satisfação no trabalho de Enfermagem: um estudo de caso dos profissionais de Atenção Básica no Município de Joaçaba, SC 2018-12-20T11:37:16+00:00 Jéssica Aparecida Boff jesskboff@gmail.com Tania Maria dos Santos Nodari tania.nodari@unoesc.edu.br <p>O trabalho é compreendido como essencial  na vida do ser humano, e a avaliação da qualidade de vida no trabalho tem o intuito de melhorar os processos de trabalho, visto que por meio dele se pode alcançar identidade e reconhecimento social, sucesso, status e satisfação pessoal. O objetivo desta pesquisa foi conhecer o perfil sociodemográfico dos profissionais de enfermagem em Atenção Básica do Município de Joaçaba, SC, e identificar a qualidade de vida e satisfação desses profissionais no trabalho, por meio de uma pesquisa qualiquantitativa de abordagem exploratória de campo. Os instrumentos utilizados no estudo foram uma entrevista com variáveis sociodemográficas e o Questionário de avaliação da qualidade de vida no trabalho (QWLQ-bref). Os resultados apontaram que a equipe de enfermagem em Atenção Básica é formada em sua maioria por mulheres solteiras e com idade entre 31 e 40 anos, e que 69% têm como formação o nível técnico em enfermagem e 31%, nível superior em enfermagem. Quanto à qualidade de vida e satisfação no trabalho dos profissionais de enfermagem, os resultados demonstram um padrão considerado satisfatório para os domínios avaliados: físico, psicológico, pessoal e profissional, demonstrando que o trabalho na Atenção Básica em Joaçaba oferece à enfermagem boas condições de desempenho e satisfação nas atividades realizadas.</p><p>Palavras-chave: Qualidade de vida. Enfermagem. Saúde comunitária. Satisfação no emprego.</p> 2018-12-20T11:37:16+00:00 ##submission.copyrightStatement##