A psicologia vitimológica frente às agressões sofridas por crianças e adolescentes

  • Barbara Bruna Bressiani Cazella UNOESC

Resumo

O presente estudo realizou uma revisão de publicações sobre psicologia da vítima, abrangendo o abuso sexual e os maus tratos praticados contra crianças e adolescentes, dentro de uma proposta pedagógica da disciplina de Psicologia Jurídica do Curso de Direito da Unoesc Campus de Joaçaba. A pesquisa, além dos artigos obtidos nas bases Medline/PubMed e Scielo na data de 27 de abril de 2010, utilizou capítulos de livros e textos disponíveis on-line e em bibliotecas. A análise demonstrou que em todas as épocas sempre existiram relatos de variados crimes praticados contra crianças e adolescentes. São inúmeras as formas de agressão, sendo as mais frequentes, o estupro e o atentado violento ao pudor. Faltam dados estatísticos nacionais e internacionais a respeito do problema. As consequências das violências são físicas e psicológicas. O mais adequado seria que todas as vítimas de violência tivessem um acompanhamento psicológico, visto que qualquer tipo de violência acarretará em uma consequência.

Palavras-chave: Vitimologia. Vítima. Abuso sexual. Maus tratos. Psicologia jurídica.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Barbara Bruna Bressiani Cazella, UNOESC

Acadêmica do Curso de Direito da Unoesc - Joaçaba - SC.

Estagiária do Ministério Público Federal

Publicado
21-03-2011
Como Citar
Bressiani Cazella, B. B. (2011). A psicologia vitimológica frente às agressões sofridas por crianças e adolescentes. Unoesc & Ciência - ACSA, 1(2), 103-110. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/566