Design retrô: um desafio da contemporaneidade em reconhecimento ao passado

  • Raquel Andressa Stefeni Rohenkohl

Resumo

Este artigo pretende refletir a respeito do uso do retrô na prática do design atual, especialmente no que tange o resgate de conceitos clássicos no espírito da  contemporaneidade. Esta abordagem é um desafio pois relaciona o retrô – criticado por muitos por ser confundido equivocadamente com a réplica; e o estilo vintage com o design – processo criativo e inovador. A construção do texto abrange questões relacionadas à cultura material, ao valor simbólico dos objetos, à conceituação dos termos clássico e moderno. Ainda, apresenta o que é o redesign, o retrô e suas distinções em relação à réplica e ao vintage, concluindo-se portanto, sobre a conceitualização e importância do método do design retrô na contemporaneidade. O redesign retrô, redesenho de um objeto inspirado em traços e/ou aspectos de um ou mais artigos considerados clássicos, mostra-se como um importante método projetual evidenciado por autores que ressaltam  o uso deste processo como uma atribuição de compromisso sociocultural com a sociedade, pois valoriza e preserva casos de sucesso e que fizeram e fazem ainda parte de uma história. Utilizado pelo seu criador com criatividade e originalidade, reconhece e valoriza nosso passado que é responsável pelo que somos hoje.

Palavras-chave: Retrô. Design Retrô.  Redesign. Clássico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Andressa Stefeni Rohenkohl
Design de produto
Publicado
27-01-2012
Como Citar
Stefeni Rohenkohl, R. A. (2012). Design retrô: um desafio da contemporaneidade em reconhecimento ao passado. Unoesc & Ciência - ACSA, 2(2), 147-154. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acsa/article/view/1085