A NOÇÃO DE LÍNGUA PARA A ANÁLISE DO DISCURSO

Autores

  • Rossaly Beatriz Chioquetta Lorenset Unoesc Xanxerê - UFFS

Resumo

 

 Este estudo possui como escopo responder à questão: Qual é a concepção  de língua para a Análise do Discurso (AD) de corrente francesa pechetiana? Propõe-se apresentar, aqui, por meio de pesquisa bibliográfica, um outro olhar para a noção de língua que se traduz em arcabouço teórico, à medida que se está refletindo a acepção de língua na perspectiva discursiva. A AD  é um campo de saber específico, contudo,  dialoga com a Linguística. Somente se adere à cientificidade pelo conhecimento, nesse sentido,  transitar-se-á pelas concepções de língua e como elas se relacionam: língua imaginária, língua fluida, língua materna, língua estrangeira e língua nacional. Percebe-se, ao longo deste estudo, que as diferentes concepções de língua se inter-relacionam, estão imbricadas, coexistem dispostas – sobrepostas – umas às outras.

Palavras-chave: Concepções de língua. Análise do Discurso. Ensino de língua.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rossaly Beatriz Chioquetta Lorenset, Unoesc Xanxerê - UFFS

Mestranda em Estudos Linguísticos pela UFFS e professora de Língua Portuguesa da Unoesc Xanxerê nos cursos de Administração, Arquitetura, Design e Direito.

Publicado

2013-11-26

Como Citar

Lorenset, R. B. C. (2013). A NOÇÃO DE LÍNGUA PARA A ANÁLISE DO DISCURSO. Unoesc & Ciência - ACHS, 4(2), 157–168. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/achs/article/view/3656