A negociação da paz em Versalhes (1919): a participação brasileira motivada pelo café

  • Rogerio Augusto Bilibio Universidade do Oeste de Santa Catarina
Palavras-chave: Brasil, Primeira Guerra Mundial, Café

Resumo

O presente estudo tem por objetivo analisar em que contexto os interesses dos cafeicultores atuaram no cenário de declaração de guerra do Brasil contra a Alemanha, em 1917, bem como na conseguinte negociação da paz em 1919. Para tanto, faz-se uma exposição do cenário da época, com destaque para a economia cafeeira. Na sequência, são explicitadas as razões políticas que sustentam a importância da cultura cafeeira no processo. Como principais reflexões do estudo podem-se apontar: a) as forças políticas da República Velha estavam ligadas à cafeicultura; b) as ações do estado para proteger os interesses dos cafeicultores eram comuns e intensas no período; c) o peso da atividade cafeeira nas exportações do país; estes fatores pretendem suscitar a discussão de um argumento que entenda a proteção dos interesses dos cafeicultores como fator importante para as ações do Brasil durante a Primeira Guerra Mundial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

REFERENCIAS
ANUÁRIO Estatístico do Brasil 1912. Disponível em: biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/20/aeb_1908_1912_v3.pd

ANUÁRIO Estatístico do Café 1934. Disponível em: http://memoria.org.br/ia_visualiza_bd/ia_vdados.php?cd=meb000000418&m=3300&n=anuest1936cafe. Acesso em 25 de janeiro de 2018.

BISPO, Antonio Alexandre. Conferência da Paz de Versailles. Alsácia, relações franco-alemãs e o papel do Brasil: Epitácio Pessoa (1865-1942). Revista Brasil-Europa. Correspondência Euro-Brasileira. 2009. Disponível em: http://www.revista.brasil-europa.eu/120 /GuerraMundialBrasil.html . Acesso em 01 de fevereiro de 2018.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em https://brasil500anos.ibge.gov.br. Acesso em 27 de janeiro de 2018.

FAGUNDES, Luciana. Participação brasileira na conferência de paz de Versalhes. FGV.

CPDOC. Centro de Relações Internacionais. 2015. Disponível em: http://cpdoc.fgv.br/sites/default/files/verbetes/primeira-republica. Acesso em 01 de fevereiro de 2018.

GARCIA, Eugênio Vargas. Aspectos da vertente internacional do pensamento político de Rui Barbosa. TEXTOS DE HISTÓRIA v. 4, n° 1. Florianópolis: UFSC, 1996.

_______________. O Brasil e a Liga das Nações (1919-1926). Porto Alegre/Brasília: Ed. UFRGS/FUNAG, 2000.

MACMILLAN, Margaret. Paz em Paris, 1919: a Conferência de Paris e seu mister de encerrar a Grande Guerra. RJ: Nova Fronteira, 2004.

MINISTÉRIO das Relações Exteriores. Relatório. 1920.

O CAFÉ no Brasil - História, produção e exportação. Revista Cafeicultura. Disponível em: http://revistacafeicultura.com.br/?mat=3640. Acesso em 01/02/2018.

PRADO JUNIOR, Caio. História Econômica do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1974.

SILVA, Sérgio. Expansão cafeeira e origens da Indústria no Brasil. São Paulo: Alfa-Ômega, 1986.

SODRÉ, Nelson Werneck. BRASIL: radiografia de um modelo. Petrópolis: Vozes, 1982.

TOSI, Pedro Geraldo Saadi. FALEIROS, Rogério Naques. O Café no Brasil: Produção e Mercado Mundial na primeira metade do século XX. Associação Brasileira dos Pesquisadores em História Econômica. Disponível em: http://www.abphe.org.br/uploads. Acesso em 01 de fevereiro de 2018.

VINHOSA, Francisco Luiz Teixeira. O Brasil e a Primeira Guerra Mundial: a diplomacia brasileira e as grandes p
Publicado
29-06-2020
Como Citar
Bilibio, R. A. (2020). A negociação da paz em Versalhes (1919): a participação brasileira motivada pelo café. Unoesc & Ciência - ACHS, 10(2), 87-100. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/achs/article/view/20810