Aprender, vivenciar e ensinar na perspectiva da sustentabilidade

  • Izoldi Klein Pinheiro Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Camila Costanzi Amaral
  • Dilva Bertoldi Benvenutti Universidade do Oeste de Santa Catarina
Palavras-chave: História de Vida, Sustentabilidade, Aprendizagem

Resumo

A sustentabilidade, não apenas como conceito, mas como prática, perpassa a aprendizagem do sujeito, passando a integrar o conjunto de saberes de um indivíduo por meio de suas experiências, do convívio familiar e em sociedade, das interações pessoais e profissionais presentes na vida do sujeito. A abordagem do relato de história de vida, método utilizado neste artigo, objetiva, nesse contexto, descrever o processo de aprendizagem de um educador acerca da sustentabilidade. Por meio dos conceitos e teorias apresentadas no referencial teórico e a narrativa do entrevistado Pedro (nome fictício), possibilitou compreender os momentos e maneiras por meio dos quais o sujeito construiu seus conhecimentos acerca da sustentabilidade. A história de vida relatada por Pedro demonstra de maneira clara que a família representa o alicerce de sua trajetória. Os exemplos e encorajamento recebidos, especialmente da mãe, evidenciam-se como fontes de inspiração para buscar a educação formal e lutar por condições de vida melhor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Izoldi Klein Pinheiro, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Mestre em Administração pela Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus Chapecó. Professora na Universidade do Oeste de Santa Catarina São Miguel do Oeste.

Camila Costanzi Amaral

Mestre em Administração pela Universidade do Oeste de Santa Catarina - Unoesc Campus de Chapecó. Atua no ensino de língua Inglesa, comércio exterior e na área financeira em instituições privadas e públicas. 

Dilva Bertoldi Benvenutti, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Doutora em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do estado do Rio Grande do Sul (2016/UNIJUI). Professora na Universidade do Oeste de Santa Catarina São Miguel do Oeste.

Referências

CHIZZOTTI, Antônio. Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais. 6. Ed. São Paulo: Cortez, 2003.
GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.
JOSSO, Marie Christine .As figuras de ligação nos relatos de formação: ligações formadoras, deformadoras e transformadoras. Educação e Pesquisa. vol.32, nº.2, São Paulo. Mai/Ago. 2006.
______________. A transformação de si a partir da narração de histórias de vida. Revista da PUCRS – Educação, ano XXX, n.3 (63), p.413-438, Porto Alegre, set./dez. 2007.
______________. O caminhar para si: uma perspectiva de formação de adultos e de professores. Entrevistador: Margaréte May Berkenbrock-Rosito. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 2, n.2, p. 136-139, ago./dez. 2009.
______________. Experiências de vida e formação. São Paulo: Cortez, 2004.
KOLB, David A. Management and the Learning Process. California Management Review, nº 3, vol. XVIII, California, 1976.
MINAYO, M. C. de S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 10. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.
MILBRATH, L. W. Envisioning a sustainable society: learning our way out. State University of New York Press, Albany, New York, USA, 1989.
MORIN, Edgar. A cabeça bem feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Tradução Eloá Jacobina, 8. ed. Rio de Janeiro:Bertrand Brasil, 2003.
PIAGET, J.; INHELDER, B. De la Logiques de L Enfant à Logique de Ladolescent. Paris: PUF, 1955. Da Lógica da Criança à Lógica do Adolescente. São Paulo: Pioneira, 1976
PIAGET, J. Psicologia e pedagogia. Rio de Janeiro: Forense, 1970.
REITAN, P.H.; REITAN, E.H. Our Unsustainable Present – Why, and What Can We Do About It? Electronic Green Journal. Califórnia, 1998. Disponível em: http://escholarship.org/uc/item/9qf2k48g Acesso em 31/07/2016 as 14:49:00.
SAVOIA, Mariângela Gentil. Psicologia Social. São Paulo: McGraw-Hill, 1989.
SVOBODA, S.; WHALEN, J. Using Experiential Simulation to Teach Sustainability. Greener Management International, Winter p.57-65. 2004.
TILBURY, D. Education for Sustainability: A Snakes and Ladders Game?. Foro de Educación, 13(19), p.7-10. 2015.
Publicado
29-06-2020
Como Citar
Pinheiro, I. K., Amaral, C. C., & Benvenutti, D. B. (2020). Aprender, vivenciar e ensinar na perspectiva da sustentabilidade . Unoesc & Ciência - ACHS, 10(2), 101-110. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/achs/article/view/20641