Aprendizagem diante de uma deficiência física

  • Marina Maisonnett
  • Milena Detofano Agazzi Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Creici Lamonato Unoesc Chapecó Senac Chapecó
Palavras-chave: Aprendizagem, Reaprendizagem, Deficiência Física, Amputação

Resumo

Os indivíduos passam pelo processo de desenvolvimento e aprendizagem durante todo percurso de suas vidas, cada fase possuindo a sua particularidade, conforme o que o meio os exige. Sabe-se que cada ser humano aprende de acordo com seu tempo e com o que lhes é necessário, inclusive, quando ocorre a perda de um membro, no qual o sujeito precisa se adequar e readaptar diante da nova realidade. De tal modo, o presente trabalho objetivou analisar o processo de aprendizagem e desenvolvimento pessoal diante de uma deficiência física. Como atividade referente ao componente curricular Estágio Básico IV da quarta fase do curso de Psicologia, realizaram-se observações na Alternativa - Clínica de Fisioterapia na cidade de Seara, Santa Catarina, para captar as evoluções físicas de uma mulher após a amputação de seu membro superior esquerdo decorrente de um acidente automobilístico, e ainda, se dispôs de uma entrevista para compreender as facilidades e dificuldades encontradas no processo de aprendizagem e como isso ocorre. Concluiu-se com as observações e a entrevista que o processo de adaptação e reaprendizagem se dá de forma constante e diária, onde criam-se diversas estratégias para desempenhar as funções, de modo que a cada realização o sentimento de conquista prevalece diante da dificuldade. Ressalta-se ainda a importância da família, dos amigos e de crenças como suporte de apoio, além de assistência das equipes de saúde a fim de contribuir com a recuperação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Creici Lamonato, Unoesc Chapecó Senac Chapecó
Vinculada a Unoesc (Universidade do Oeste de Santa Catarina) desde 2014 e a FATEC (Faculdade de Tecnologia Senac Chapecó) desde 2004, atuando como docente no nível superior nos curso de Psicologia, Administração, Recursos Humanos e afins. Atua em pós graduações na área de gestão de pessoas das instituições (UNOESC, FGV, FATEC, UNOCHAPECÓ e UNIARP) . Possui graduação em Psicologia pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2003), especialização em Psicologia Organizacional e do Trabalho pela Unochapecó (2004), especialização em Didática do Ensino Superior (FATEC) e mestrado em Psicologia pela UFSC (2011). Tem experiência na área de Psicologia e Administração de Gestão de Pessoas, atuando principalmente nos seguintes temas: psicologia organizacional e trabalho, psicologia comportamental, avaliação de desempenho, processos de aprendizagem (treinamento e desenvolvimento), atração e seleção de pessoas e qualidade de vida no trabalho.

Referências

BRASIL. Decreto n. 5.296, de 02 de dezembro de 2004. Regulamenta as Leis nos 10.048, de 8 de novembro de 2000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 02 maio 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Formação continuada a distância de professores para o Atendimento Educacional Especializado: Deficiência Física. Brasília: SEESP/ SEED/ MEC, 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. A inclusão escolar de alunos com necessidades educacionais especiais: Deficiência Física. Brasília: SEESP/ MEC, 2006.

CARVALHO, J. A. et al. Andragogia: considerações sobre a aprendizagem do adulto. Revista Eletrônica do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente. Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 78-90, abr. 2010.

DORNELAS, L. de F. Uso da prótese e retorno ao trabalho em amputados por acidentes de transporte. Acta Ortop Bras. São Paulo, v. 18, n. 4, p. 204-206. 2010.

FERNANDES, C. I. dos S.; SANTOS, F. Reaprendizagem motora e fisioterapia neurológica: revisão bibliográfica. Porto, 2012. 21 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Fisioterapia) – Universidade Fernando Pessoa, Porto, 2012.

GABARRA, L. M.; CREPALDI, M. A. Estados emocionais, formas de enfrentamento, rede de apoio e adaptação psicossocial em pacientes amputados. 2010. 226 p. Tese (Doutorado em Psicologia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

KUBO, O. M.; BOTOMÉ, S. P. Ensino-aprendizagem: uma interação entre dois processos comportamentais. Interação em Psicologia, Curitiba, v. 5, n. 5, dez. 2001.

MACHADO, L. R. et al. Pedagogia, Andragogia e Gerontologia: utilizando objetos de aprendizagem ao longo da vida. Práticas em Informática na Educação, Paraíba v. 1, n.1, p. 90-98. 2010.

MELO, F. R.; LUCENA, N. M.; SARAIVA, L. Atuação de fisioterapeutas na inclusão de alunos com deficiência física no ensino regular. Revista Educação Em Questão, Natal, v. 55, n. 45, p. 176-199. 2017.

MORAES, C. R.; VARELA, S. Motivação do Aluno Durante o Processo de Ensino-Aprendizagem. Revista Eletrônica de Educação, Londrina, v. 1, n. 1, p. 1-15, agosto-dezembro. 2007.

PIMENTEL, A. A teoria da aprendizagem experiencial como alicerce de estudos sobre desenvolvimento profissional. Estud. psicol. (Natal), Natal, v. 12, n. 2, p. 159-168, Ago. 2007.

PELLEGRINI, A. M. A aprendizagem de habilidades motoras I: o que muda com a prática? Revista Paulista De Educação Física, São Paulo, 2000: n. 3, p. 29-34, 2017.

ROCHA, D.; DEUSDARA, B. Análise de Conteúdo e Análise do Discurso: aproximações e afastamentos na (re)construção de uma trajetória. Alea, Rio de Janeiro , v. 7, n. 2, p. 305-322, dez. 2005.

SABINO, S. D. M., TORQUATO, R. M., PARDINI, A. C. G. Ansiedade, depressão e desesperança em pacientes amputados de membros inferiores. Acta Fisiátr., São Paulo, v. 20, n. 4, p. 224-228. 2013.

SEREN, R.; TILIO, R. de. As vivências do luto e seus estágios em pessoas amputadas. Rev. SPAGESP, Ribeirão Preto, v. 15, n. 1, p. 64-78. 2014.

SITOE, R. M. Aprendizagem ao longo da vida: um conceito utópico? Comportamento Organizacional e Gestão, Lisboa, v. 12, n. 2, p. 283-290. 2006.

Publicado
29-06-2020
Como Citar
Maisonnett, M., Agazzi, M. D., & Lamonato, C. (2020). Aprendizagem diante de uma deficiência física . Unoesc & Ciência - ACHS, 10(2), 111-120. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/achs/article/view/20376