Do Haiti a São Miguel do Oeste: reflexões sobre o trajeto, chegada e inserção local de haitianos

  • Ana Paula Risson Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc)
  • Aline Bogoni Costa Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc)
  • Sandro Rodrigo Steffens Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC
  • Ângela Maria Bavaresco Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC
  • Ana Luiza Toaldo Nardi Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC.
  • Bruna Lunardi Belegante Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC.
Palavras-chave: Imigração internacional, Haitianos, História de vida, Trajeto, Inserção social

Resumo

As migrações são compreendidas como fenômenos que acompanham a história da humanidade. Diante do cenário atual das migrações no Brasil, este estudo teve como objetivo analisar, a partir de histórias de vida, o trajeto, a chegada e a inserção local de haitianos residentes em São Miguel do Oeste (SC). A pesquisa contou com a participação de três haitianos residentes nesta cidade. A metodologia escolhida foi a história de vida e os dados foram analisados a partir da análise de conteúdo. Como resultados identificamos que os haitianos chegaram a São Miguel do Oeste pela contratação de imigrantes realizadas pelas empresas locais em Brasileira ou pela rede de contato entre os haitianos. A inserção local dos imigrantes haitianos é composta por experiências positivas e negativas, a qual ainda está em processo de construção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Risson, Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc)
Psicóloga, pós-graduada em Gestão de Pessoas e mestra em Ciências da Saúde. Professora do Curso de Psicologia, da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), campi de São Miguel do Oeste.
Aline Bogoni Costa, Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc)
Docente e pesquisadora do curso de Psicologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC. Pesquisadora no Laboratório de Psicologia Positiva nas Organizações e no Trabalho -LAPPOT/UFSC. Doutora em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina.
Sandro Rodrigo Steffens, Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC

Psicólogo. Mestre em Desenvolvimento, Organizações e Cidadania pela Universidade do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, UNIJUÍ.  Docente do Curso de Psicologia e Coordenador da Clínica de Psicologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC, Campi de São Miguel do Oeste.

 
Ângela Maria Bavaresco, Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC
Psicóloga. Docente do curso de Psicologia da UNOESC. Mestre  em Ciências da Saúde Humana pelaUniversidade do Contestado. 
Ana Luiza Toaldo Nardi, Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC.
Graduanda em Psicologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC. 
Bruna Lunardi Belegante, Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC.
Graduanda em Psicologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC.
Publicado
29-06-2020
Como Citar
Risson, A. P., Costa, A. B., Steffens, S. R., Bavaresco, Ângela M., Nardi, A. L. T., & Belegante, B. L. (2020). Do Haiti a São Miguel do Oeste: reflexões sobre o trajeto, chegada e inserção local de haitianos. Unoesc & Ciência - ACHS, 10(2), 131-140. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/achs/article/view/19706