Arquitetura de projetos de saúde: locais para armazenamento de resíduos

Places for waste storage

  • Cléber Fernando Grings Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Rebecca Iva Carreiro Simonetti do Pillar
Palavras-chave: Arquitetura de projetos de saúde, Resíduos de Serviços de Saúde (RSS), Abrigos para armazenamento de resíduos

Resumo

No presente trabalho teve-se como objetivo determinar como devem ser projetados os locais para armazenamento de resíduos em estabelecimentos de saúde, de acordo com as normativas da Anvisa. Através da pesquisa bibliográfica elaboraram-se três croquis esquemáticos, com as diretrizes mínimas a serem seguidas pelos projetistas. Nesse sentido, deve-se observar o contexto ao qual estão inseridos os abrigos, os tipos e demandas dos resíduos gerados pelo EAS, a arquitetura dos demais setores e fluxos de trabalhos do EAS, entre outros. Para, a partir daí prever uma situação para cada estabelecimento de saúde. Sendo considerado um erro conceitual de projeto a repetição de um padrão de abrigo de resíduos a qualquer EAS, sem análises preliminares. Salienta-se que é um trabalho inédito e está principalmente baseado na RDC 222 (AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA, 2018), a qual é uma resolução recente, de setembro de 2018.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. RDC 50 - Regulamento Técnico para planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde. Brasil: Anvisa, 2002.

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. RDC 222 - Boas Práticas de Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde. Brasil: Anvisa, 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR 12807 - Resíduos de serviços de saúde - Terminologia. Rio de Janeiro: ABNT, 2013.

CIACO, R. J. A. S. A Arquitetura no processo de humanização dos ambientes hospitalares. 2010. 150 p. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo e Tecnologia) – Universidade de São Paulo, São Carlos, 2010. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18141/tde-05012011-155939/pt-br.php. Acesso em: 18 fev. 2018.

ª GERÊNCIA REGIONAL DE SAÚDE; AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL DE SÃO MIGUEL DO OESTE. Orientações práticas de Vigilância Sanitária. Setor de Vigilância Sanitária. São Miguel do Oeste, 2018.

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. Resolução Conama 358, de 4 de maio de 2005. Dispõe sobre o tratamento e a disposição final dos resíduos

dos serviços de saúde e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 4 maio 2005.

Publicado
29-06-2020
Como Citar
Grings, C. F., & Pillar, R. I. C. S. do. (2020). Arquitetura de projetos de saúde: locais para armazenamento de resíduos: Places for waste storage. Unoesc & Ciência - ACET, 10(2), 75-82. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acet/article/view/21023