Uso de biofilmes na conservação pós-colheita de lima-da-pérsia (Citrus limettioides Tanaka)

  • Cristiane Rosa Adams Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Claudia Klein Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

Considerando que a conservação das frutas em pós-colheita é de suma importância para que haja boa comercialização delas, objetivou-se avaliar as características da lima-da-pérsia (Citrus limettioides Tanaka) submetida a diferentes biofilmes após 15 dias de armazenagem. Para tanto, as limas foram submetidas aos biofilmes de manga, mandioca e gelatina na concentração de 10%, acondicionadas em embalagens plásticas e mantidas em condições ambiente durante 15 dias. Observou-se que os sólidos solúveis (SST) e a perda de massa não tiveram diferença significativa entre os tratamentos e que os tratamentos com manga e mandioca apresentaram maiores valores de ratio (SST/acidez), permitindo concluir que esses dois biofilmes foram os que apresentaram melhores resultados na concentração e no período de armazenagem avaliado.

Palavras-chave: Brix. Ratio. Revestimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
28-06-2018
Como Citar
Adams, C. R., & Klein, C. (2018). Uso de biofilmes na conservação pós-colheita de lima-da-pérsia (Citrus limettioides Tanaka). Unoesc & Ciência - ACET, 9(1), 85-92. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acet/article/view/15370