Unoesc & Ciência - ACBS https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs <p>E-ISSN 2178-3411</p> Universidade do Oeste de Santa Catarina pt-BR Unoesc & Ciência - ACBS 2178-3411 Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a <a href="http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/" target="_new"><span style="color: #337755;">Creative Commons Attribution License</span></a> que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria do trabalho e publicação inicial nesta revista. Folha de Rosto https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/20054 Folha de Rosto admin Caren Scalabrin ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 Editorial https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/20053 Dagmar Bittencourt Mena Barreto ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 91 92 A adolescência entre curtidas e compartilhamentos: a percepção de jovens sobre o uso do Facebook https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16720 <p>Atualmente as redes sociais fazem parte da vida de muitas pessoas, sendo ferramentas de comunicação e interação coletiva. Entre elas, está o Facebook, um dos sites mais acessados do mundo, proporcionando a exposição e divulgação das particularidades, administradas pelos usuários da forma que preferirem. Esses aspectos somam-se para a construção da percepção dos sentimentos e emoções envolvidos. Com o presente trabalho teve-se por objetivo principal compreender qual a percepção dos adolescentes sobre o uso do Facebook, verificar os sentimentos que este desencadeia e qual sua influência nas relações sociais. Realizou-se uma pesquisa de abordagem qualitativa e com caráter exploratório. Para obtenção dos dados, foi realizado um roteiro de entrevistas semiestruturada, juntamente com a aplicação de um questionário, destinado a sete adolescentes da turma do 3º ano do Ensino Médio de uma Escola de Educação Básica de um município do Oeste de Santa Catarina. Para análise das respostas, utilizou-se a Análise de Conteúdo de Laurence Bardin, e a partir das respostas, compreendeu-se que o uso dessa rede social proporciona interação e entretenimento, facilitando a comunicação entre seus usuários, que se encontram espalhados pelo mundo. Por outro lado, verificou-se que seu uso é bastante limitado, pois a interação é estabelecida de maneira superficial, e a forma como cada usuário interage por intermédio dessa ferramenta, bem como a percebe, está ligada à sua subjetividade. Portanto, considera-se importante dominar o manejo com essas ferramentas digitais, procurando estabelecer um comportamento de equilíbrio, utilizando-as para que proporcionem benefícios aos seus usuários.</p><p>Palavras-chave: Rede Social. Facebook. Percepção. Adolescência. <strong></strong></p> Aline Barros Amanda Saraiva Angonese ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 93 100 A qualidade da água: fontes naturais e envasadas comercialmente https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16820 <p>Concebendo e assumindo a água como um bem universal indispensável à vida humana e de todos os seres vivos, deve-se tratá-la em uma perspectiva diferenciada, quanto à sua potabilidade e conservação. Nesse sentido, com este estudo objetivou-se analisar a qualidade química e biológica da água, de fontes naturais e envasadas comercialmente. A pesquisa contou com águas de diversos segmentos, sendo 10 nascentes, 10 poços tubulares e 10 marcas de água envasada comercialmente, localizados no Município de Xanxerê, SC. Os parâmetros avaliados foram pH, Sódio, Potássio, Cálcio, Magnésio e Coliformes totais e fecais. Na coleta do material, fez-se o cadastramento da área e seu entorno, em seguida foi realizada a coleta da amostra, seguindo os parâmetros descritos pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Logo após, em um período de 24 horas as amostras foram levadas ao laboratório para a realização da análise microbiológica (coliformes totais e fecais), e em seguida, foram aferidos os teores dos minerais. Os resultados obtidos na análise estatística (ANOVA) indicaram que Cálcio, Magnésio, Coliformes Totais e Fecais apresentaram diferenças significativas entre as fontes estudadas. A classificação da potabilidade da água baseou-se nos parâmetros microbiológicos e físico-químicos da Portaria n. 2.914, de 12 de dezembro de 2011, e na Resolução n. 274, de 22 de setembro de 2005, sendo que os resultados obtidos apontaram que todas estavam aptas para o consumo humano. Contudo, conclui-se que as águas minerais envasadas apresentaram qualidade superior no que se refere aos aspectos microbiológicos e alguns parâmetros químicos (Cálcio e o Magnésio).</p><p>Palavras-chave: Nascentes. Poços. Minerais. Potabilidade.</p> Lislaine Varela de Jesus Giachin Elisangela Bini Dorigon ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 101 108 Análise do risco nutricional nos pacientes em quimioterapia e percepção de pacientes e oncologistas acerca do uso de canabinoides para melhoria da ingestão alimentar https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16607 <p>O câncer é uma doença com implicações que podem prejudicar a alimentação, acarretando risco nutricional e maior morbimortalidade do paciente. Há possibilidade de os canabinoides restabelecerem a ingestão alimentar apropriada, e a opinião dos pacientes e oncologistas sobre seu uso para esse fim desperta interesse.  Com o presente estudo transversal teve-se como objetivo analisar o risco nutricional de pacientes em quimioterapia participantes de um grupo de apoio, investigando também sua percepção, bem como a dos oncologistas, sobre o uso medicinal de canabinoides para melhoria da ingestão alimentar. Participaram deste estudo 30 indivíduos adultos de forma voluntária: 15 pacientes, avaliados por meio de ASG-PPP e inquiridos através de questionário; e 15 oncologistas, aos quais se aplicou apenas o questionário. Entre os pacientes, o risco nutricional (incluindo desnutrição) esteve presente em 60% (n=9), e os sintomas/efeitos adversos que interferem na ingestão alimentar mais citados foram náuseas, vômitos, anorexia e modificações no paladar e olfato. Estudos sobre os canabinoides sugerem potencial para reverter tais sintomas. Todos os pacientes (100% da amostra, n=15) mostravam-se dispostos a utilizar canabinoides para melhoria da ingestão alimentar, enquanto apenas 26% (n=4) dos oncologistas os prescreveriam.</p><p>Palavras-chave: Avaliação nutricional. Estado nutricional. Quimioterapia. Neoplasias. Canabinoides.</p> Eduarda Clarissa da Silva Ana Letícia Vargas Barcelos Rafael Mariano de Bitencourt ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 109 118 Características antropométricas e aptidão funcional de idosos participantes da academia da Unoesc Xanxerê https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16752 <p>O objetivo com este estudo foi identificar as características antropométricas e físicas de idosos participantes da academia da Unoesc Xanxerê. Foram avaliados 41 idosos utilizando os indicadores antropométricos IMC, CC, RCQ e %G, e para a aptidão funcional foi utilizado o teste de aptidão física para idosos (TAFI). Para análise dos dados foi utilizado o programa estatístico SPSS 22.0, empregando a estatística descritiva (média, desvio padrão e frequência), o teste de Shapiro-Wilk, o Teste t de student para amostras independentes e o teste U de Mann-Whitney para comparações. Analisando os resultados encontrados, observou-se nos indicadores antropométricos que a maioria dos idosos está classificada com sobrepeso e obesidade, e nos testes de aptidão funcional a maioria enquadrou-se nas classificações fraco e muito fraco, exceto no teste de resistência aeróbia, no qual a maioria apresentou classificação regular. Conclui-se que tanto as características antropométricas quanto os níveis de aptidão funcional dos idosos participantes estão aquém dos parâmetros de classificação propostos para a referida população.</p><p>Palavras-chave: Idosos. Aptidão física. Antropometria.</p> Deonilde Balduíno Sandro Claro Pedrozo Mateus Augusto Bim Jean Carlos Parmigiani De Marco ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 119 128 Comparação do nível de atividade física e modulação autonômica entre escolares de 12 a 18 anos incompletos https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16610 <p>A prática regular de atividade física é fundamental na prevenção de doenças e na redução das sequelas causadas por doenças hipocinéticas. Sabe-se que a inatividade física é um dos responsáveis por cardiopatias e problemas ligados às doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs). Com o aumento do nível de atividade física regular, há melhoras fisiológicas na força, velocidade, flexibilidade e resistência aeróbia e anaeróbia. Nessa perspectiva, com o presente trabalho teve-se como objetivo comparar a modulação autonômica de escolares de 12 a 18 anos incompletos com diferentes níveis de atividade física por meio da variabilidade da frequência cardíaca (VFC). Participaram 53 adolescentes com idade entre 12 e 18 anos incompletos, separados em dois grupos: insuficientemente ativo (IA) e suficientemente ativo (SA), classificados por meio do questionário Paq-A. A modulação autonômica cardíaca foi avaliada utilizando o registro do intervalo R-R (ms) pelo período de sete minutos. Quanto aos valores percentuais da banda de baixa frequência (BF), observaram-se valores maiores no grupo IA (50,6%) em relação ao grupo SA (40,4%). Já na banda de alta frequência (AF), o grupo SA apresentou valores maiores (59,6%) quando comparado ao grupo IA (49,4%), demonstrando, assim, que o grupo SA apresentava maior modulação autonômica parassimpática. Em síntese, considerando os resultados obtidos no presente estudo, é possível evidenciar que o maior nível de atividade física é responsável pela melhor modulação autonômica cardíaca.</p><p>Palavras-chave: Educação física escolar. Nível de atividade física. Variabilidade da frequência.</p> Pedro Sérgio Brito Dias Carlos Henrique Cardoso Souza José Robertto Zaffalon Júnior ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 129 136 Descarte de medicamentos realizado pela população de Santa Helena, SC https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16819 <p>O descarte de medicamentos em desuso é uma preocupação para a saúde pública, pois tais substâncias podem causar toxicidade aos seres expostos e contaminação no meio ambiente, por isso não podem ser descartadas como lixos comuns. O objetivo neste estudo foi investigar como a população do Município de Santa Helena, SC, faz o descarte de medicamentos não utilizados ou vencidos. Foi avaliado o conhecimento dos informantes em relação ao descarte incorreto de medicamentos e suas consequências, por meio de questionário baseado nos objetivos do estudo. De acordo com os resultados obtidos, o destino mais frequente de descarte é o lixo comum. Houve também relato de utilização do medicamento mesmo vencido, e uma parte da população os entrega na Unidade Básica de Saúde. A pesquisa apresentou um nível baixo de conscientização por parte da população, pois menos da metade dos entrevistados conhecia algum tipo de consequência do descarte indevido de medicamentos, sendo esse um dado preocupante. Apesar da infinidade de estudos sobre o assunto, ainda não existe no Brasil orientação para descarte de medicamentos, sendo que a legislação é direcionada apenas para os estabelecimentos de saúde.</p><p>Palavras-chave:<strong> </strong>Descarte de medicamento. Contaminação. Lixo.</p><p> </p> Everton Boff Denise Angela Rigon ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 137 144 Diagnóstico para implantação de um parque ecológico urbano no Município de Guaraciaba: uma alternativa ao desenvolvimento sustentável https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16685 <p>O processo de urbanização, aliado ao consumo desenfreado dos recursos naturais, fez imergir no cenário mundial preocupações relacionadas a possíveis formas de desenvolver sustentavelmente as cidades. Para tentar resolver a problemática exposta e que se intensifica com o passar das décadas, vários foram os instrumentos criados, com o intuito principal de desenvolver cidades saudáveis, preservando e conservando os recursos ambientais e sociais para as futuras gerações, entre eles os parques urbanos. Considerando os benefícios sociais e ambientais evidentes da presença dos parques urbanos nas cidades, nesta pesquisa teve-se como objetivo avaliar a viabilidade e o interesse social de implantação de um parque urbano no Município de Guaraciaba, levando em consideração fatores locais e regionais, importantes para o desenvolvimento sustentável. A coleta de dados ocorreu por meio da aplicação total de 126 questionários semiestruturados aos moradores do Município de Guaraciaba, localizado no Oeste de Santa Catarina, no período de outubro a dezembro de 2016. Após a coleta, os dados foram tabulados gerando os seguintes resultados: o interesse social pela implantação do parque urbano foi unanime; a população entende que a presença do parque urbano no Município de Guaraciaba trará benefícios ambientais, sociais e qualidade de vida; e considerou-se viável a área proposta para implantação do parque. O diagnóstico aponta que a proposta de implantação do parque ecológico urbano no Município de Guaraciaba é viável, contribuindo consideravelmente para o desenvolvimento sustentável da região de estudo.</p><p>Palavras-chave: Parques urbanos. Desenvolvimento sustentável. Qualidade de vida.</p> Tatiâne Cristina Schneider Jackson Fábio Preuss ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 145 152 Efeito do herbicida metsulfuron-metílico na germinação da cultura da soja https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16817 <p>A soja (<em>Glycine max</em>) é a cultura de maior importância para o Brasil, em razão do alto valor agregado na sua comercialização. Tendo isso em vista, evitar a competição com plantas daninhas vem se tornando cada dia mais difícil, pois elas estão desenvolvendo resistência ao uso inadequado de herbicidas existentes no mercado. A cultura da soja tem se mostrado sensível ao ingrediente ativo metsulfuron-metílico, mesmo em intervalos entre aplicação e semeadura dentro das recomendações. Dessa forma, objetivou-se com o presente trabalho avaliar os efeitos nos estádios iniciais da cultura da soja de diferentes intervalos entre as aplicações de metsulfuron metílico e a semeadura da cultura. O experimento foi conduzido na casa de vegetação da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc) de Xanxerê, em potes plásticos; é um delineamento experimental inteiramente casualizado, com arranjo fatorial 4x5 (4 intervalos entre aplicação do herbicida e semeadura e 5 doses do ingrediente ativo metsulfuron-metílico), com quatro repetições para cada tratamento, em que foram medidas altura de planta e fitomassa seca. Os resultados mostraram que mesmo nas doses e intervalos entre aplicação e semeadura recomendados, ou seja, intervalo de 60 dias e dose de 3,3 g/ha<sup>-1</sup>, ocorreram efeitos negativos significativos tanto para a altura de planta quando para o acúmulo de massa seca das plantas.</p><p>Palavras-chave: Residual. Solo. Sulfunilureias.</p> Cleidiane de Souza Valentini Gean Lopes da Luz Denian Heitor Valentini Henrique Bin Lopes ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 153 158 Fitorremediação de áreas de lixão desativadas com Phaseolus vulgaris e Lactuca sativa obtidas de solo contaminado por metais (cobre e zinco) https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16750 <p>A contaminação do solo por metais como cobre e zinco, derivados das ações antrópicas, vem aumentando gradativamente. O objetivo neste trabalho foi avaliar a capacidade de fitorremediação de solo contaminado por cobre e zinco, utilizando duas espécies vegetais  utilizadas na alimentação humana, a <em>Lactuca sativa</em> (alface) e a <em>Phaseolus vulgaris </em>(feijão). Coletou-se solo de lixão desativado do Município de Xanxerê, SC, como modelo para os estudos de fitorremediação. O experimento foi realizado em vasos, sob condições de casa de vegetação. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com 42 repetições para cada espécie, sendo 21 para solo contaminado e 21 para solo não contaminado. Os parâmetros avaliados foram: índice de velocidade de germinação (IVG) e de emergência (IVE), massa seca e análise de tecido foliar para Cu e Zn. Os resultados mostraram que apenas para o Feijão ocorreram diferenças no IVG, sendo maior o índice do solo de mata. Nas estruturas vegetativas, em relação ao número de folhas foi maior em solo de lixão. Quanto à massa seca, não houve diferenças estatísticas significativas. Para a capacidade fitorremediadora das espécies, ambas foram consideradas eficientes para zinco.</p><p>Palavras-chave: Fitoextração. Resíduos sólidos. Alimentação humana.</p> Marina Lopes Collet Elisangela Bini Dorigon Jaqueline Gaio Spricigo Gabriela Naibo Mauricio Vicente Alves ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 159 164 Influência do tempo de armazenamento dos dentes humanos na adesão ao substrato dentário https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16749 <p>No presente estudo se avaliou a diferença na armazenagem de dentes humanos em 24 meses, 12 meses e três meses em solução de água destilada estéril envazada em frascos não refrigerados, e o grupo controle de dentes humanos com três meses de armazenagem em solução de água destilada sobre refrigeração. Para o desenvolvimento da pesquisa foram utilizados 40 molares do biobanco de dentes instalado na Universidade do Oeste de Santa Catarina de Joaçaba. Foram observadas as propriedades físicas dos elementos dentários no que se refere à microtração, tendo como base a adesividade da dentina do sistema adesivo Single Bond, entre substrato dentinário e resina composta. Diante da pesquisa realizada, foi possível observar que ao passar do tempo os valores apresentaram uma baixa nas propriedades de adesão, porém não foi encontrada diferença estatística entre os grupos estudados. Isso comprova que os dentes armazenados de três a 24 meses podem ser utilizados em pesquisas científicas sobre a adesão dentinária, não interferindo em resultados finais.</p><p>Palavras-chave:<strong> </strong>Microtração. Adesão. Biobanco de dentes.<em> </em></p> Gessica Esteves Léa Maria Franceschi Dallanora Fábio José Dallanora Leonardo Flores Luthi ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 165 170 O profissional Enfermeiro na assistência ao dependente químico: revisão integrativa de literatura https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16647 <p>O objetivo com este estudo foi verificar a assistência prestada pelo enfermeiro aos dependentes químicos por meio da revisão integrativa. No procedimento metodológico desta revisão, estabeleceu-se a seguinte pergunta norteadora: como o enfermeiro tem aplicado a assistência no tratamento do dependente químico? Ao ser empregado o critério de seleção obteve-se uma população de nove artigos, dos quais se extraíram cinco categorias: atuação do enfermeiro da instituição do trabalho, cenários e rede na atenção, assistência prestada aos dependentes químicos no CAPSad e Hospital, e a família. Pôde-se concluir que a falta de preparo do enfermeiro faz com que o acolhimento seja precário, levando a dificuldades na assistência, recuperação e reinserção do dependente na sociedade.<strong></strong></p><p>Palavras-chave: Dependência química. Substância psicoativa. Enfermeiro.</p> Gilson Kohler Sara Massuqueto Dias ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 171 176 Prevalência de portadores com neoplasias dermatológicas diagnosticadas no Extremo-Oeste catarinense https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/14247 <p>O câncer de pele é uma neoplasia muito frequente, responsável por atingir cerca de 1/3 da população mundial. Existem três tipos comuns de carcinoma dermatológico: carcinoma basocelular (CBC), epidermoide (CEC) e melanoma. O objetivo com este trabalho foi analisar a prevalência de portadores diagnosticados com neoplasias dermatológicas no Extremo-Oeste catarinense. Trata-se de um estudo quantitativo e descritivo para o qual foram analisadas 281 requisições de pacientes diagnosticados com alterações de pele no período de janeiro de 2013 a março de 2014. Os resultados demostraram que o sexo feminino (62%) e a faixa etária superior a 60 anos (46%) foram os mais notificados. A maioria das alterações dermatológicas não eram neoplásicas (54%). Porém, dos 46% que eram neoplásicas, 98% eram do tipo não melanoma e 2%, melanoma. Dentre as lesões não melanoma, 72% eram CBC e 28%, CEC. A região da cabeça, tronco e membros superiores foram as localizações anatômicas mais encontradas (46%). Esses dados são de extrema importância para a região estudada, pois servem de alerta para a população dos riscos causados pela exposição solar, direcionando, dessa forma, para maior prevenção contra essas doenças causadas pelo acúmulo das radiações solares.</p><p>Palavras-chave:<strong> </strong>Neoplasia. Carcinoma. Câncer de pele.</p> Flávia Hoffmann Palú Patrícia Fritzen ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 177 182 Relações entre o Índice de Adiposidade Corporal (IAC), Índice de Massa Corporal (IMC), Circunferência de Cintura (CC) e percentual de gordura (%g) em adolescentes de uma escola particular de São Miguel do Oeste, SC https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16774 <p>O índice de adiposidade corporal (IAC) é uma novidade em se tratando de métodos para avaliar a gordura do corpo e há poucos estudos com adolescentes. Objetivou-se analisar a relação entre índice de adiposidade corporal (IAC), índice de massa corporal (IMC), circunferência de cintura (CC) e percentual de gordura (%G) em adolescentes de uma escola particular de São Miguel do Oeste, SC. Participaram 93 alunos, sendo 38 meninos e 55 meninas, com idades entre 14 e 17 anos. Foram utilizadas uma fita antropométrica, uma balança digital, um estadiômetro portátil e um aparelho de bioimpedância bipolar para a coleta das variáveis de estudo. Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva (média e desvio padrão), e o estabelecimento das relações entre as variáveis realizou-se por meio da Correlação de Pearson. Os resultados apontam correlação positiva e com intensidade moderada e forte para todo o grupo. No grupo masculino, todas as variáveis (CCxIAC, IMCxIAC e %GxIAC) se correlacionaram de forma positiva e forte. No grupo feminino a correlação entre CCxIAC apresentou intensidade moderada, e entre %GxIAC e IMCxIAC, intensidade forte. Conclui-se que o IAC se mostrou um bom indicador para avaliar a gordura do corpo desses adolescentes, pois apresentou correlação forte especialmente com o %G e o IMC para ambos os gêneros. </p><p>Palavras-chave: Índice de adiposidade corporal. Gordura corporal. Adolescentes.</p> Stéfani Konrad Sandra Fachineto ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 183 188 Salmonella spp. na comunidade de aves silvestres da circunvizinhança de área de produção intensiva de frangos – dados preliminares https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/16758 <p>A bactéria <em>Salmonella</em> é reconhecida como um importante agente zoonótico em todo o mundo. São micro-organismos amplamente distribuídos na natureza, e o trato intestinal dos animais é seu habitat natural. As aves possuem um papel importante na disseminação do patógeno, pois podem ser portadoras assintomáticas e eliminam o patógeno através das fezes. O objetivo neste trabalho foi avaliar a presença de <em>Salmonella</em> spp. em fezes de aves silvestres na circunvizinhança da produção intensiva de aves de corte. Para a coleta do material fecal foram instalados sete poleiros artificiais com alimentos atrativos à ornitofauna para promover o pouso e defecação pelas aves. Os poleiros foram dispostos a distâncias variáveis de um galpão de criação de frangos de corte. A coleta de material fecal foi realizada durante seis meses (primavera e verão). A detecção do patógeno foi realizada por meio da metodologia ISO 6579:2002. Foram obtidas amostras de fezes em apenas cinco dos sete pontos selecionados e não foi detectada a presença de <em>Salmonella</em> spp. em nenhuma das 14 amostras obtidas. O significando da não detecção da bactéria é atribuída à baixa taxa de infecção ou em razão de o patógeno provocar a morte rápida das aves, interrompendo o ciclo de infecção de outras aves. Independentemente da razão dos resultados encontrados, as aves silvestres não consistem em um risco significativo, pois não foi verificada a circulação do patógeno por meio delas.</p><p>Palavras-chave: Salmonelose. Avicultura. Sanidade animal.</p> Giovana Tiepo Roberto Degenhardt Alan Savariz Fernanda Maurer D'Agostini ##submission.copyrightStatement## 2018-12-20 2018-12-20 9 2 189 194