O CORRETO DIAGNÓSTICO DE MANCHA BRANCA E A NECESSIDADE DE TRATAMENTO: RELATO DE CASO CLÍNICO

  • Roberto Cesar do Amaral
  • Rodrigo Cecconello
  • Soraia Maria Hack Comunello
  • Lea Maria Franceschi Dallanora
  • Bruna Eliza de Déa
  • Leila Grando Amorim Mendes
  • Fabio José Dallanora
  • Juliana Faria Costa
  • Larissa da Costa

Resumo

Atualmente, o diagnóstico precoce de lesões de cárie é cada vez mais valorizado, pois impede sua progressão. O diagnóstico correto entre mancha branca ativa ou inativa, fluorose e opacidades em geral é simples, porém, elas podem ser confundidas no caso de uma anamnese inadequada ou falta de experiência. Neste trabalho, visou-se relatar o caso de uma paciente com inúmeras manchas brancas nos dentes e demonstrar a importância do diagnóstico correto para decidir a necessidade de intervenção. No exame clínico, observou-se alto índice de placa visível e inúmeras manchas brancas nos dentes. Tais lesões se apresentavam bilateralmente e simétricas, algumas em linhas horizontais nas faces vestibulares e linguais dos dentes anteriores, e outras pequenas como pontos esbranquiçados em cúspides e faces vestibulares de dentes posteriores. Foi realizado exame de transluminação com fotopolimerizador, visando diagnosticar a profundidade dessas manchas. A paciente foi questionada sobre a autopercepção das manchas, relatando nunca as ter reparado. Na visita domiciliar, a paciente relatou que na escola eram realizadas escovações supervisionadas e bochecho com flúor uma vez por semana, porém, ela o engolia, além disso, existia a presença de flúor na água de abastecimento da cidade. As lesões da região cervical foram diagnosticadas como mancha branca de cárie inativa, pois estavam associadas à má higiene bucal. As manchas na região central são em decorrência da exposição à alta concentração de flúor durante a formação dental, porém, algumas delas podem ter ocorrido pela dificuldade de higienização durante o uso de aparelho ortodôntico. O diagnóstico dos diferentes tipos de mancha branca é importante para o cirurgião-dentista decidir qual é o melhor tratamento para cada situação. Uma anamnese detalhada, fornecendo informações sobre causa e história clínica das manchas brancas e o exame clínico para diferenciar tais manchas devem ser realizados com cautela, visando obter um correto diagnóstico dessas manchas brancas.

Palavras-chave: Diagnóstico. Fluorose. Hipomineralização. Cárie dentária. 

Publicado
07-03-2016
Como Citar
do Amaral, R. C., Cecconello, R., Hack Comunello, S. M., Franceschi Dallanora, L. M., de Déa, B. E., Grando Amorim Mendes, L., Dallanora, F. J., Faria Costa, J., & da Costa, L. (2016). O CORRETO DIAGNÓSTICO DE MANCHA BRANCA E A NECESSIDADE DE TRATAMENTO: RELATO DE CASO CLÍNICO. Ação Odonto, 3(2), 29. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/9376
Seção
Resumo Categoria III