DEVOLVENDO AUTOESTIMA, FUNÇÃO E ESTÉTICA EM PACIENTES COM DEPENDÊNCIA QUÍMICA POR MEIO DO USO DE RESINAS COMPOSTAS

  • Roberto César do Amaral
  • Rodrigo Cecconello
  • Soraia Maria Hack Comunello
  • Léa Maria Franceschi Dallanora
  • Bruna Eliza de Déa
  • Bruno de Moura
  • Junior De Marco

Resumo

No atual contexto da Odontologia, é cada vez mais frequente o atendimento a pacientes dependentes químicos, pacientes estes mais propensos a adquirir patologias da cavidade bucal, como lesões cervicais não cariosas, diminuição do fluxo salivar e ansiedade durante o atendimento odontológico. A finalidade com este trabalho é relatar a conduta de atendimento para um dependente químico. Na anamnese, o paciente relatou ter sensibilidade dentária, que a estética bucal o incomodava, que fumava e que era dependente químico. No exame clínico, verificaram-se lesões cervicais de abfração, desgastes oclusais e fraturas nos dentes anteriores. Iniciou-se o tratamento com a visita domiciliar em que se confirmaram as informações anteriores, e acrescentou-se que o paciente estava sob tratamento psiquiátrico. Nas sessões subsequentes foi feito adequamento do meio, instruções de higiene e restauração das lesões cervicais de abfração melhorando a função mastigatória, o que motivou o paciente a acreditar na sua recuperação da saúde bucal. Para os dentes 12, 11, 21 e 22 fraturados, optou-se pela técnica da guia de silicone, em que se realizou a moldagem, modelo de estudo e o enceramento, restaurando a anatomia desejada. Confeccionou-se a guia de silicone sobre o modelo encerado, que permite a transferência da forma obtida no enceramento. Durante esses procedimentos o paciente foi colaborador, mantendo a sua higiene bucal adequada. Os dentes números 12, 11, 21 e 22 receberam incrementos de resina segundo a técnica preconizada, buscando a função, a estética e a longevidade do tratamento restaurador. Ao concluir o tratamento, obtiveram-se resultados satisfatórios, devolvendo funcionalidades e autoestima ao paciente, estimulando-o à higiene bucal, contribuindo para sua saúde geral e psicossocial.

Palavras-chaves: Dependência química. Higiene bucal. Estética dentária.

Publicado
07-03-2016
Como Citar
do Amaral, R. C., Cecconello, R., Hack Comunello, S. M., Franceschi Dallanora, L. M., de Déa, B. E., de Moura, B., & De Marco, J. (2016). DEVOLVENDO AUTOESTIMA, FUNÇÃO E ESTÉTICA EM PACIENTES COM DEPENDÊNCIA QUÍMICA POR MEIO DO USO DE RESINAS COMPOSTAS. Ação Odonto, 3(2), 27. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/9313
Seção
Resumo Categoria III