CONFECÇÃO DE RESTAURAÇÃO ONLAY COM A TÉCNICA SEMI-DIRETA EM RESINA COMPOSTA, DESCRIÇÃO DA ETAPA CLÍNICA E LABORATORIAL ATÉ A CIMENTAÇÃO: RELATO DE CASO

  • Roberto César do Amaral
  • Felipe Engler Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Rosane Rech

Resumo

A constante melhoria das propriedades físico-mecânicas que caracterizam os materiais restauradores permite o uso de resinas compostas para confecção de peças protéticas estéticas cimentadas adesivamente a amplas destruições coronárias em casos em que se contraindica o uso da técnica direta. As restaurações semi-diretas onlays apresentam-se como uma boa opção para restaurações em dentes posteriores em casos com média ou extensa destruição, pois têm maior resistência e dureza superficial, e apresentam-se mecanicamente superiores às restaurações diretas em resina composta. Com o presente trabalho, objetivou-se relatar um caso clínico de um paciente com ampla destruição coronal em um dente com tratamento endodôntico em condições satisfatórias. Para tal reabilitação, foram cimentandos dois pinos de fibra de vidro moldados para retenção do material na parte coronal, e posteriormente, foi feita uma restauração semi-direta do tipo Onlay sobre um silicone próprio para modelos. Após a confecção e completa polimerização, a peça foi ajustada e cimentada com um cimento resinoso dual. A confecção de peças semi-diretas com resinas compostas de uso direto torna-se uma excelente alternativa clínica, pois o tempo de execução da restauração é bem menor em comparação com a técnica direta, o resultado estético e funcional é otimizado, e a durabilidade clínica de uma restauração cimentada é muito superior a uma restauração direta. Percebe-se que quando a técnica é bem planejada e corretamente indicada, torna-se uma excelente alternativa para dentes posteriores.

Palavras-chave: Onlays. Dentes molares. Resina composta.

Publicado
07-03-2016
Como Citar
do Amaral, R. C., Engler, F., & Rech, R. (2016). CONFECÇÃO DE RESTAURAÇÃO ONLAY COM A TÉCNICA SEMI-DIRETA EM RESINA COMPOSTA, DESCRIÇÃO DA ETAPA CLÍNICA E LABORATORIAL ATÉ A CIMENTAÇÃO: RELATO DE CASO. Ação Odonto, 3(2), 26. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/7166
Seção
Resumo Categoria III