FALHAS CLÍNICAS QUE COMPROMETEM A LONGEVIDADE DAS RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES ANTERIORES E POSTERIORES

  • Analissa Perin Navarini UNOESC
  • Alessandra Mezzalira UNOESC
  • Roberto Cesar do Amaral
  • Soraia Mariá Hack-Comunello
  • Léa Maria Dallanora
  • Bruna de Déa
  • Rodrigo Cecconello

Resumo

A procura por materiais estéticos tornou a resina composta um material muito procurado e almejado pelos pacientes, apesar do amálgama ainda ser um material de ótima escolha, com propriedades que beneficiam a estabilidade mecânica da restauração. Embora os materiais tenham evoluído muito, existem falhas inerentes a eles, que muitas vezes não conseguem ser evitadas, mas podem ser controladas pelos dentistas. O objetivo do trabalho foi relatar um caso clínico em que foi observada grande quantidade de falhas clínicas presentes em restaurações de resina composta na cavidade oral da paciente, tanto em dentes anteriores quanto em posteriores, indicando redução na longevidade desses materiais. O trabalho foi realizado na Clínica Integrada I do Curso de Odontologia da Unoesc Joaçaba. Contou com a participação da paciente VTVS, sexo feminino, 40 anos, que apresentava múltiplas restaurações em resina composta com falhas clínicas, como: infiltração marginal, descoloração das margens, aparecimento de cárie secundária, desadaptação e fratura marginal. Após diagnóstico clínico e radiográfico das necessidades, o tratamento proposto foi a substituição das restaurações danificadas por materiais adequados, os quais foram escolhidos baseados no anseio estético da paciente. Dessa forma, a indicação foi substituir as restaurações de resina composta pelo mesmo material, com exceção do elemento 26, que em razão da pequena quantidade de estrutura dental remanescente preconizou-se pela utilização de amálgama. Foi percebido com o caso clínico que o maior número de falhas é encontrado na resina composta, indicando sua menor longevidade em relação ao amálgama, por exemplo. E que mesmo com a evolução dos materiais, a substituição de restaurações continua sendo um dos procedimentos mais frequentes na clínica odontológica e isso poderia ser minimizado com a utilização correta das técnicas e/ou seleção correta do caso.

Palavras-chave: Resina Composta. Longevidade. Infiltração marginal.

 

 

Biografia do Autor

Analissa Perin Navarini, UNOESC
Estudante do Curso de Odontologia da UNOESC Joaçaba.
Alessandra Mezzalira, UNOESC
Estudante do Curso de Odontologia da UNOESC Joaçaba.
Publicado
26-11-2013
Como Citar
Navarini, A. P., Mezzalira, A., do Amaral, R. C., Hack-Comunello, S. M., Dallanora, L. M., de Déa, B., & Cecconello, R. (2013). FALHAS CLÍNICAS QUE COMPROMETEM A LONGEVIDADE DAS RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES ANTERIORES E POSTERIORES. Ação Odonto, 1(1), 42. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/3943
Seção
Resumo Categoria III